Política

Justiça quer notas fiscais de Flávio Bolsonaro e Fabrício Queiroz

Ministério Público vai avaliar quais serviços foram pagos pelo grupo

Por Redação Tupi

Foto: Reprodução

A Receita Federal terá que fornecer à Justiça as notas fiscais de compras de mercadoria e serviços efetuadas pelo senador Flávio Bolsonaro, do PSL-RJ, seu ex-assessor Fabrício Queiroz e mais sete pessoas que também têm a vida investigada no período de janeiro de 2007 a dezembro de 2018. As informações são do jornal Folha de São Paulo.

A decisão do juiz Flávio Nicolau, da 27ª Vara Criminal, amplia as quebras de sigilos fiscário e bancal cujos Bolsonaro, Queiroz e mais um grupo de 94 pessoas – a maioria ex-funcionários e familiares – tiveram determinadas pela Justiça.

A intenção do Ministério Público com as notas é investigar quais mercadorias e serviços que foram pagos pelo grupo.

Comentários
enquete

Você gostou da estreia do Brasil na Copa América?
Carregando ... Carregando ...
recomendadas
AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
Deixe sua mensagem
    Carregando...
16 de Junho de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
15:00 - Super Futebol Tupi
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Bola em Jogo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »