Brasil

STF ordena que veículos tirem do ar reportagem que associa Toffoli com Odebrecht

O site "O Antagonista" e a revista "Crusoé" devem retirar o conteúdo

Foto: Reprodução

Por Redação Tupi

Em um ato de censura, o Supremo Tribunal Federal (STF) ordenou que o site “O Antagonista” e a revista “Crusoé” retirem as reportagens e notas que relacionam o presidente da Corte, Dias Toffoli, com a empresa de construção Odebrecht. A decisão veio do ministro do STF Alexandre de Moraes, que ainda estipulou a multa diária de R$100 mil. A Polícia Federal deverá ouvir os dois veículos dentro de um período de 72 horas.

A reportagem censurada apurou que a defesa de Marcelo Odebrecht apresentou em um processo contra ele na Justiça Federal um documento no qual Dias Toffoli era mencionado como o “amigo do amigo do meu pai”. Na época, Toffoli era advogado-geral da União.

“Determino que o site ‘O Antagonista’ e a revista ‘Crusoé’ retirem, imediatamente, dos respectivos ambientes virtuais a matéria intitulada ‘O amigo do amigo de meu pai’ e todas as postagens subsequentes que tratem sobre o assunto, sob pena de multa diária de R$ 100.000,00 (cem mil reais), cujo prazo será contado a partir da intimação dos responsáveis. A Polícia Federal deverá intimar os responsáveis pelo site ‘O Antagonista’ e pela Revista ‘Crusoé’ para que prestem depoimentos no prazo de 72 horas”, anunciou a decisão do STF.

A assessoria de imprensa do STF declarou que não se trata de censura prévia, que, por sua vez, é um ato proibido na Constituição. Mas, sim, de  responsabilização pela publicação de material criminoso e ilegal.

enquete

Se o ingresso para Copa América fosse preço popular você iria ao estádio?
Carregando ... Carregando ...
recomendadas
AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
Deixe sua mensagem
    Carregando...
16 de Junho de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »