Baixada Fluminense

Ação civil combate atividades irregulares próximas ao aterro de Jardim Gramacho

O objetivo é apurar a responsabilização pelos danos ambientais decorrentes do funcionamento de lixões, galpões de reciclagem e carvoarias sem licenciamento ambiental

Por Milena Coutinho

Foto: Reprodução Internet

O Ministério Público Federal propôs uma ação civil pública contra o município de Duque de Caxias e o Instituto Estadual do Ambiente, o INEA, para suspender as atividades ilícitas de reciclagem e armazenamento de lixo nas proximidades do aterro sanitário de Jardim Gramacho. O objetivo do MPF é apurar a responsabilização pelos danos ambientais decorrentes do funcionamento de lixões, galpões de reciclagem e carvoarias sem licenciamento ambiental nas imediações do aterro.

Por meio de nota, a Prefeitura de Duque de Caxias informou que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente ainda não foi notificada e intimada acerca de eventuais ações entre o Ministério Público e o INEA, não possuindo informações em relação ao solicitado. A Prefeitura também ressaltou que aguarda comunicação da justiça para que possa fazer um posicionamento sobre o caso.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
30 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Antônio Carlos
« Programa Anterior
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »