Baixada Fluminense

Entrevista exclusiva com Carlos Vilela, prefeito de Queimados: ‘Aqui, não falta dinheiro’

Ao site TUPI.FM, o prefeito de Queimados, na Baixada Fluminense, fala como conseguiu fazer o município avançar mesmo diante da crise no Estado

Por Milena Coutinho

Fotos: Everton Barsan

Carlos Vilela tem 68 anos e foi eleito prefeito de Queimados com 54,46% dos votos válidos nas últimas eleições. O economista já ocupou vários cargos no Executivo Municipal e, desde janeiro de 2017, tornou-se prefeito da cidade. Em entrevista exclusiva ao site TUPI.FM, Carlos Vilela fala sobre os desafios da sua gestão e traça novos planos para o município.

Tupi.FM – O Estado vive uma crise econômica grave e muitos municípios tiveram que se reestruturar financeiramente. Para isso, algumas administrações optaram por reduzir os custos e diminuir contratos. Como o município de Queimados vem encarando esse novo tempo?

Carlos Vilela: “Estamos atentos a uma nova crise que já vem despontando. Reestruturamos o orçamento e as finanças. Estamos tocando a nossa vida e só colocamos o pé onde alcançamos. Vamos devagar para avançar metro por metro. E foi assim, dando passos curtos, que conseguimos sair dessa crise e estamos tocando o município. Com muitas dificuldades, mas estamos tocando”.

Tupi.FM – Com relação ao funcionalismo, a Prefeitura conta atualmente com quantos servidores públicos? E como está o pagamento das folhas salariais? Queimados enfrenta dificuldades para manter a folha em dia?

Carlos Vilela: “Nós temos 3.100 servidores. Há 10 anos e meio não temos problema com relação à folha de pagamento. Já paguei o mês de junho e o 13º, no dia 12/06. Estamos lutando para continuar assim. Mas eu acredito que, com a ajuda de Deus e muito trabalho nosso, da nossa equipe, vamos chegar ao final do ano com tudo em ordem”.

Tupi.FM – O senhor foi secretário municipal de Fazenda na antiga gestão. Essa experiência o ajudou quando assumiu o cargo de prefeito?

Carlos Vilela: “Contribuiu muito. O aprendizado que nós tivemos foi muito grande. E a crise também ensinou. Nós só crescemos dentro da crise. Graças a Deus, com os ajustes que fizemos, conseguimos sair dela e estamos avançando. Estamos trabalhando, pagando em dia aos fornecedores, fazendo obras na saúde, na educação, na drenagem e pavimentação”.

Tupi.FM – Quais são as áreas tratadas como prioridades pela Prefeitura? No que o governo municipal tem destinado mais recursos e investimentos?

Carlos Vilela: “Em todas as áreas. Isso é o prosseguimento de um projeto que foi pensado em 2009, com a eleição do Max. Ele se elegeu e idealizou um projeto de governo muito grande. Ele sonhou alto e a crise nos tirou esse sonho por algum tempo. Mas agora estamos avançando e dando continuidade ao programa. Em Queimados a gente não tem esse problema de interrupção de obras. Estamos com várias obras do governo anterior ainda em andamento”.

Tupi.FM – Na Saúde, há previsão de obras para novas unidades? A Prefeitura tem investido na compra de equipamentos e aparelhos?

Carlos Vilela: “Assumi o governo e consegui inaugurar cinco postos de saúde, mesmo com a crise. Agora, tenho mais dois que já estão prontos para serem entregues. O nosso principal projeto é a maternidade. Vou entregar ainda esse ano. Só falta colocar o ar condicionado e os gases. Além disso, temos 30 unidades de saúde e o CETHID, Centro Especializado no Tratamento de Hipertensão e Diabetes. Ele foi criado para atender a cerca de 600 pessoas por dia e já está atendendo 1.200. Vem muita gente de fora. Até mesmo do Rio”.

Tupi.FM – A maternidade ficou fechada por quanto tempo?

Carlos Vilela: “A maternidade era particular, de um grupo de empresários. Com a crise, os donos fecharam a unidade. A Prefeitura desapropriou o local, durante o governo do Max, após um processo longo na justiça. Agora, mais ou menos dois anos depois, o local vai ser reaberto como uma maternidade pública municipalizada. A construtora entregou a obra com a sua parte pronta (no dia 14/07) e agora faltam os últimos ajustes. Até o final do ano, ou talvez antes disso, a Prefeitura vai inaugurar. A expectativa é de que sejam feitos cerca de 500 partos por mês. Serão 42 leitos. A maternidade vai ser uma unidade regional e vai atender aos moradores de Queimados, Paracambi, Japeri, Seropédica e um pedaço de Austin, em Nova Iguaçu, que tem 100 mil habitantes. Vai atender, ao todo, a mais ou menos 500 mil pessoas”.

Tupi.FM – A Assistência Social é outra área importante para o município. Como é desenvolvido o trabalho nos CRAS e CREAS?

Carlos Vilela: “Já consegui inaugurar mais duas unidades, um CRAS e um CREAS. Vamos inaugurar mais um também na Pedreira, que vai ser uma unidade conjunta com a Secretaria Municipal de Saúde. Lá, tenho um Centro de Ortopedia, de Fisioterapia e uma Clínica da Família. Não nos faltam recursos. O dinheiro está no caixa. Não preciso esperar a verba entrar para fazer. Não tenho esse problema, assim como não tive na construção da casa de saúde. Muita gente me batia dizendo que a obra tinha parado mas não faltou um tostão lá. A obra nunca parou. Com o centro ortopédico é a mesma coisa”.

Tupi.FM – E o que essa unidade nova tem de especial?

Carlos Vilela: “A localização. Esse bairro da Pedreira era bem complicado. Uma área deflagrada onde precisamos entrar com serviços públicos, asfalto, saúde, segurança. Era uma área que a gente estava perdendo para o tráfico. Conseguimos tirar uma companhia da Polícia Militar daqui do 24º Batalhão, colocamos lá e demos mais tranquilidade para o bairro. E tenho certeza de que, quando inaugurarmos esses serviços, a região vai melhorar ainda mais”.

Tupi.FM – A Prefeitura tem investido também em Educação? Como estão os índices da rede municipal de ensino? Os uniformes, o material escolar e as escolas estão em boas condições?

Carlos Vilela: “Temos feito muito investimento em Educação. Temos 33 unidades escolares na rede, já contando com as creches. Tivemos um aumento grande no número de matrículas. Tínhamos 12 mil alunos e agora temos 16 mil. Isso tem a ver com a saída de alunos da rede particular, devido à crise, e também com o bom trabalho que desenvolvemos nas escolas municipais. Estávamos em penúltimo lugar no IDEB na Baixada Fluminense e agora estamos em segundo. Somos o terceiro município da Região Metropolitana. Com essa melhora toda muita gente migrou para a escola pública. Também estamos reformando as escolas. Já temos 12 reformadas e vamos fazer obras em todas. Além disso, entregamos os uniformes para toda a rede, para os 16 mil alunos”.

Tupi.FM – A prática de esportes e as atividades de lazer também são uma preocupação da Prefeitura? Há iniciativas voltadas para a terceira idade?

Carlos Vilela: “No Esporte, estamos conseguindo reformar a nossa vila olímpica, aqui no Centro. A Vila do Palestra já está 80% construída. Vamos inaugurar também uma academia de esportes. Estou construindo um estádio de futebol para 15 mil pessoas. Aqui não falta estímulo para o esporte. Temos ainda a reforma das praças com academias e quadras. Com relação à terceira idade, temos um prédio ao lado da vila olímpica com piscina térmica, sala com esteira e musculação. Temos uma área de artesanato e aula de dança com professores graduados. Oferecemos tratamento especial para os idosos na área médica, com tratamento psicológico”.

Tupi.FM – Qual o percentual de ruas pavimentadas na cidade? A Prefeitura tem investido em obras de infraestrutura?

Carlos Vilela: “Estou asfaltando muito pouco. O governo do Max pavimentou 500 ruas de um total de 859. Até agora eu estou asfaltando 21 ruas. Se conseguirmos uma nova verba vamos asfaltar todo o bairro Santa Rosa, um bairro enorme com uma rua de quatro quilômetros. Além disso, tenho 14 estações de tratamento de água e esgoto prontas, só faltando licitar para entrar em funcionamento. A Baixada tem um déficit muito grande nessa área e eu vou colocar as 14 funcionando. Temos um projeto executivo para saneamento. Se for autorizado e a verba for liberada faremos uma grande obra”.

Tupi.FM – Atualmente, a população do município gira em torno de 150 mil pessoas. Queimados é uma cidade que oferece emprego e oportunidade? Como a Prefeitura tem feito para atrair investidores e empresas?

Carlos Vilela: “Estou fazendo tudo o que posso. Quando comecei meu mandato os nossos incentivos fiscais eram de 10 anos. Passei para 20. Nós temos hoje, vindo para Queimados, a FEDEX, que já está se instalando na beira da Dutra. Ela é a maior multinacional de logística do mundo. Temos 41 empresas funcionando no Distrito Industrial. Já está tudo certo para vir também a maior logística do estado, a MRS, com um investimento de R$ 500 milhões”.

Tupi.FM – Então, não faltam empregos?

Carlos Vilela: “Faltam. Nós queremos muito mais. A crise nos tirou 10 mil empregos na cidade. Já trouxemos empresas pequenas como supermercados e postos de gasolina. Quanto às empresas grandes são essas duas que estão chegando por aí. Há outras vindo mas que ainda estão na promessa. Ainda não dá para contar como empresa instalada. Além disso, o Distrito Industrial hoje gera cerca de dois mil empregos para a população”.

Tupi.FM – E com relação às políticas públicas de habitação? Quais as ações previstas nessa área?

Carlos Vilela: “Entregamos 900 apartamentos no Eldorado. Vamos entregar também na Dona Ivone, do outro lado da Dutra, mais 1.200. Temos em andamento, já aprovados, mais 1.200 na Jaquira. Todos esses fazem parte do Programa Minha Casa Minha Vida. Temos também 100 casas construídas pela Prefeitura, com recursos próprios, para entregar à população de áreas de risco”.

Tupi.FM – Na área da Cultura, quais são as ações mais importantes?

Carlos Vilela: “Estamos reformando dez praças. Temos também uma iniciativa que conta com recursos do Banco Mundial, em parceria com a Secretaria de Estado de Transportes, com o objetivo de unir os transportes públicos em volta da estação ferroviária, otimizando o tempo de quem é usuário. Temos o CEL (Centro de Esporte e Lazer Unificados) com aulas de teatro, corte e costura, cursos de padeiro, cabeleireiro, manicure, música, para todos os públicos, de crianças a idosos. Lá, já formamos cerca de três mil pessoas”.

Tupi.FM – A Prefeitura encontra-se atualmente em um imóvel alugado e as secretarias estão descentralizadas. Há algum projeto para unificar o governo em um outro espaço?

Carlos Vilela: “Esse prédio aqui é alugado. Estamos com o Paço (Municipal) com 80% pronto. Ele foi feito no outro governo, quando eu ainda estava ocupando a Secretaria de Fazenda. Passou para mim e eu tenho que terminar. A obra custa R$ 8,5 milhões. Vai nos gerar uma grande economia de cerca de R$ 2 milhões por ano em aluguel. Ano que vem eu entrego. Nós já temos os recursos para concluir as obras”.

Tupi.FM – Além do CISPBAF, que é o Consórcio Integrado de Segurança Pública da Baixada Fluminense, há alguma outra iniciativa relacionada à Segurança?

Carlos Vilela: “Temos o PROEIS com 23 homens contratados da Polícia Militar, convoquei novos agentes para Guarda Municipal, comprei motos e carros. Fizemos bastante investimento porque a cidade precisava muito. Conseguimos diminuir os índices de crimes como saidinha de banco e roubos de rua”.

Tupi.FM – Sua trajetória profissional conta com cargos importantes, incluindo a função de prefeito de Queimados. Ano que vem será ano de eleição novamente. O senhor pretende vir candidato à reeleição?

Carlos Vilela: “Sim. Eu serei candidato. Nosso programa de governo ainda não terminou. Ganhei a eleição e estou cumprindo a minha promessa. Eu sou candidato à reeleição para terminar o programa e entregar tudo pronto. Temos a terceira renda per capita da Baixada. Só perdemos para Itaguaí, por conta do porto, em segundo vem Duque de Caxias e, em terceiro, Queimados. Aqueles que estão sonhando que eu não sou candidato podem esquecer. Sou candidatíssimo. Só Deus muda a minha opinião”.

recomendadas
Comentários
enquete

Guerra das Estrelas: que música você quer ouvir no 'Show do Clóvis Monteiro?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
13 de Novembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Clóvis Monteiro
« Programa Anterior
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
13:10 - Show do Pedro Augusto
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Patrulha da Cidade
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »