Baixada Fluminense

Homicídios correspondem a maioria dos casos de violência policial na Baixada Fluminense

Por Milena Coutinho

Foto: Reprodução Internet

O Ministério Público Federal quer que a união cumpra uma determinação da justiça para realizar um diagnóstico da violência policial na Baixada Fluminense, com amplo debate público sobre o tema. O pedido foi reforçado em ação civil pública para que a união seja obrigada a divulgar os dados referentes às denúncias de violência policial recebidas em 2019 pelo Disque 100.

No relatório apresentado em 2020, com os dados do ano passado, houve a supressão de denúncias acerca de violência policial. O Ministério justificou a exclusão com base em supostas inconsistências nos dados, interrompendo uma série histórica que apontava o crescimento da violência policial no Brasil. Os dados de 2016 a 2018, por exemplo, revelam um aumento de 60% nos casos registrados no disque denúncia.

A divulgação desses números é fundamental para garantir a discussão na Baixada Fluminense. Segundo o fórum Grita Baixada, houve mais de dois mil caos de letalidade violenta na região em 2018, com 56 mortes a cada 100 mil habitantes, sendo 71% delas causadas por homicídio. O maior índice é o do município de Japeri, com 102 casos, seguido por Itaguaí, Queimados, Belford Roxo e Nova Iguaçu. O perfil das vítimas corresponde a jovens, de até 24 anos de idade, geralmente pretos e pardos, do sexo masculino e com baixa escolaridade.


Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
15 de Janeiro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »