Baixada Fluminense

Pandemia leva a alta mortalidade em cidade da Baixada Fluminense

Os dados indicam que o número de óbitos registrados infelizmente pode aumentar, assim como a variação da média anual

Por Milena Coutinho

Foto: Reprodução Internet

A pandemia causada pelo novo Coronavírus, que atingiu em cheio o Brasil e já causou a morte de mais de 200 mil brasileiros, transformou 2020 no ano mais mortal da cidade de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Desde o início da série histórica das estatísticas vitais de óbitos do registro civil, em 2003, nunca morreram tantos caxienses em um só ano e nunca houve uma variação anual de óbitos tão grande como a ocorrida na comparação entre 2019 e 2020.

Segundo os dados do Portal da Transparência, os óbitos registrados pelos cartórios de Duque de Caxias, em 2020, totalizaram 9.055 falecimentos, o que representa um aumento de 21,6% sobre o ano anterior. E os dados indicam que o número de óbitos registrados infelizmente pode aumentar, assim como a variação da média anual, uma vez que os prazos para registro chegam a prever um intervalo de até 15 dias entre o falecimento e o lançamento do registro no portal. Além disso, alguns estados brasileiros expandiram o prazo legal para registros de óbitos em razão da situação de emergência causada pela Covid-19.

Comentários
enquete

Os quatro maiores clubes do Rio se sairão melhor na segunda rodada do carioca?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
06 de Março de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Roberto Canazio
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
11:00 - Programa Francisco Barbosa
15:00 - Show da Galera
21:00 - Show de Bola
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »