Baixada Fluminense

Prefeito de Caxias: ‘Não negamos atendimento a ninguém nos nossos hospitais’

Ao site Tupi.FM, Washington Reis fala sobre as principais dificuldades e realizações da rede pública de saúde

Por Milena Coutinho

Em entrevista exclusiva para o site TUPI.FM, o prefeito Washington Reis faz uma grande prestação de contas da administração da rede municipal de saúde.

TUPI.FM – Essa semana nós vimos casos de filas para marcação de consultas em algumas unidades de saúde da rede municipal. A Prefeitura tem algum plano emergencial para resolver essa questão?

Washington Reis: “Sim. A Prefeitura está colocando em funcionamento, a partir da próxima semana, uma nova central de agendamento para marcação de consultas por telefone. A partir de agora, os pacientes que precisarem marcar consultas devem ligar para o número 3195-3880. A Prefeitura está trabalhando para acabar com as filas e informatizar toda a rede municipal de saúde. Já implantamos novos sistemas nas principais unidades, estamos lutando para agilizar o serviço e desburocratizar o atendimento”.

TUPI.FM – Como administrar uma rede de saúde tão grande em meio a tantos problemas nas cidades vizinhas com as unidades fechadas? 

Washington Reis: “O segredo é confiar em Deus e trabalhar. O trabalho é pesado e eu não reclamo. Além disso, com o nosso networking e o bom relacionamento no legislativo e nos governos estadual e federal, temos conseguido avançar muito. Mesmo com toda a crise, nós reformamos o centro cirúrgico do Hospital Moacyr do Carmo, onde também estamos reformando o quarto andar, construímos e inauguramos, em 11 meses de trabalho, o Hospital do Olho, construímos e inauguramos o CER IV, implantamos o Centro de Saúde Auditiva e estamos em fase final de construção da nova Maternidade de Santa Cruz da Serra”.

TUPI.FM – Como enfrentar o problema da superlotação em unidades grandes como o Hospital Moacyr do Carmo, o Hospital do Olho e o Hospital Infantil?

Washington Reis: “Os nossos hospitais recebem pacientes de todo o Estado do Rio de Janeiro e do país. Essa semana, no Hospital do Olho, por exemplo, recebemos um paciente do Pará. No ano passado, atendemos um menino boliviano, cuja mãe já tinha procurado atendimento em muitas unidades, mas só encontrou o que precisava aqui, com a gente. O Moacyr do Carmo é a mesma coisa. Recebe muita gente de fora. O Infantil, que fica bem no limite do município, atende criança de todo lugar. Os nossos hospitais e unidades de saúde estão de portas abertas. Não negamos atendimento a ninguém e por isso estamos sempre com as unidades cheias”.

TUPI.FM – Qual o volume de investimentos que a Prefeitura faz na rede municipal de saúde? O valor é suficiente?

Washington Reis: “Nós investimos, somente nos últimos quatro meses, mais de R$169 milhões na saúde. Foram R$ 94 milhões em recursos próprios e R$ 75 milhões em verbas recebidas do Governo do Estado e do Governo Federal. Ainda não é suficiente porque a nossa rede é muito grande e porque não atendemos somente aos moradores de Duque de Caxias. Em média, os atendimentos nas nossas unidades são divididos em 70% para pacientes de Caxias e 30% de outros municípios. Então, a verba não é suficiente. Até porque, as nossas unidades são classificadas como municipais mas, na prática, são regionais”.

TUPI.FM – Qual a maior dificuldade enfrentada pela rede pública de saúde em Duque de Caxias?

Washington Reis: “A maior dificuldade é na atenção básica. Por isso, construímos e inauguramos três novas Unidades Básicas de Saúde e estamos finalizando a construção de mais duas. Essas unidades vão garantir um atendimento mais próximo e humanizado em bairros que necessitavam muito desse tipo de assistência”.

TUPI.FM – Um das estratégias adotadas pelo governo é a realização dos mutirões de cirurgias. Esse trabalho tem ajudado a reduzir a fila e o tempo de espera pelos procedimentos?

Washington Reis: “Com certeza. Os mutirões são um verdadeiro sucesso. Graças a eles, conseguimos zerar a fila de espera por cirurgias simples de resolver, como hérnia e vesícula, por exemplo. Cirurgias que as pessoas aguardavam anos na fila e que nós, assim que assumimos o governo, em janeiro de 2017, demos conta em alguns meses, com muito trabalho e dedicação de toda a equipe do Hospital Moacyr do Carmo. No Hospital do Olho também adotamos a estratégia dos mutirões. Quando inauguramos, o HO só abria durante a semana. Com o crescimento da demanda, ampliamos o horário de funcionamento (o hospital agora funciona também aos sábados e domingos) e iniciamos os mutirões”.

TUPI.FM – O senhor diariamente percorre os principais equipamentos de saúde da rede municipal. Que tipo de trabalho é feito nessa ação que as pessoas chamam de madrugadão da saúde?

Washington Reis: “O madrugadão é uma iniciativa nossa para ajudar a organizar o primeiro atendimento no Hospital Moacyr do Carmo. Chegamos ao hospital, todos os dias, por volta das cinco horas da manhã. Lá, fazemos os encaminhamentos, orientamos os pacientes e acompanhamos o trabalho realizado com muita competência pela equipe do hospital. Como essa ação deu certo no Moacyr, passamos a acompanhar também outras unidades de saúde. Na minha rotina, todos os dias, estão as visitas às principais unidades, como o Hospital do Olho e o CER IV (Centro Especializado em Reabilitação)”.

TUPI.FM – A sua administração sempre se destacou pelas grandes obras na Saúde. No seu primeiro governo, o senhor construiu o HMMRC. Neste, o Hospital do Olho. O que mais a população pode esperar de sua administração ainda nesta gestão na área da Saúde?

Washington Reis: “Nessa gestão foi o Hospital do Olho, o CER IV, as reformas do Moacyr, do Hospital Infantil, a reabertura do CRAESM, para atendimento especializado da saúde da mulher. Agora, a nossa próxima grande obra a ser entregue vai ser a Maternidade de Santa Cruz da Serra. A maternidade terá 80 leitos, berçário e UTI Neonatal. Esse hospital vai ser referência no Estado e vai contar com atendimento ambulatorial de pré-natal, puerpério, ginecologia, puericultura, fonoaudiologia, serviço social, triagem neonatal e imunização. As mães e gestantes vão receber um tratamento diferenciado, com muito conforto e qualidade”.

Comentários
enquete

Amor eterno existe ou homem se casa por acomodação?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
23 de Outubro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Alexandre Ferreira
« Programa Anterior
02:00 - Na Companhia Do Garcia
04:00 - Show do Mário Belisário
06:00 - Show do Antônio Carlos
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
13:10 - Show do Pedro Augusto
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Patrulha da Cidade
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »