Conecte-se conosco

Brasil

Cabelo colorido e mercado de trabalho: ainda há preconceito?

Apesar de ainda existir preconceitos, ter os fios coloridos é um novo jeito de se destacar, garante especialista em cabelos coloridos

Publicado

em

Cabelo colorido e mercado de trabalho: ainda há preconceito? (Foto: Divulgação)
Cabelo colorido e mercado de trabalho: ainda há preconceito?

Os cabelos coloridos estão fazendo cada vez mais sucesso, mas muitas pessoas ainda pensam bastante antes de aderir à moda por causa do receio de serem julgadas numa entrevista de emprego ou mesmo quando já integram o quadro de funcionários de alguma empresa. Existem áreas que ainda exigem um estilo mais conservador, mas o preconceito tem sido cada vez menor e nada impede de investir em um visual mais descolado. “Dependendo do trabalho da pessoa, ela pode investir em mudanças mais pontuais”, explica Igor Ramon, especialista em cabelos coloridos.

Igor Ramon também explica que é ideal que o cabelo esteja bem cuidado, para que os fios descoloridos não passem uma imagem de desleixo. “O cabelo é a moldura do rosto, então precisa estar sempre com uma boa aparência, não importa a cor. O ideal é que os fios estejam sempre bem cuidados, sem pontas secas e sem desbotamento. Isso passa uma imagem negativa”, diz Igor Ramon.

Muitas pessoas ainda têm preconceito com cabelos coloridos. Por isso, o especialista sugere que quem deseja passar por essa mudança comece aos poucos.  “Nós temos cores mais tradicionais para as pessoas que pretendem dar um banho de brilho nos fios ou até mesmo retocar um tom que já possui. As cores mais tradicionais são: Corujinha (castanho médio), Viúva Negra (preto) e em parceria com a Beats nós temos Capricórnio (preto) e Touro (castanho avermelhado).

Os tons de ruivo que são uma verdadeira febre e são mais aceitos pelo mercado de trabalho, temos os tons mais marcantes do mercado nacional como Flamingo (laranja intenso), Raposinha (acobreado), Capivara (dourado) e Carpa (neon), comenta Igor Ramon.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.