Brasil

‘Caso Marielle’ provoca embate entre Presidente da República, Governador do Rio e veículo de comunicação

Bolsonaro se defende de acusações sobre 'Caso Marielle', culpa Witzel por vazamento de informações que corriam em segredo de justiça e ataca Tv Globo

Por Pedro Henrique Leite

Jair Bolsonaro voltou a dar declarações polêmicas na manhã desta quarta-feira. Dessa vez, disse que, durante uma cerimônia militar, o Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, informou a ele que o porteiro do condomínio onde tem uma residência, na Barra da Tijuca, tinha citado o nome dele (Jair Bolsonaro) em depoimento à polícia no “Caso Marielle”.

“Dia 9 de outubro, às 21h, eu estava no Clube Naval no Rio de Janeiro. Chegou o governador Witzel e chegou perto de mim e falou o seguinte: ‘o processo está no Supremo’. Eu falei: ‘que processo?’. ‘O processo da Marielle.’ ‘Que que eu tenho a ver com a Marielle?’ ‘O porteiro citou teu nome.’ Bolsonaro disse ainda que o governador do Rio de Janeiro estaria vazando uma informação restrita à Justiça: “Quer dizer: Witzel sabia do processo que estava em segredo de Justiça. Comentou comigo”, contou o presidente.

Jair Bolsonaro e Carlos Bolsonaro, seu filho, possuem residência no mesmo condomínio, Vivendas da Barra, onde Ronie Lessa também é proprietário de um imóvel. Lessa é acusado de ter efetuado os disparos contra o carro de Marielle.

Na terça-feira (29/10), o Jornal Nacional revelou que, poucas horas antes do crime, o porteiro do condomínio contou à polícia que outro suspeito, Elcio Vieira de Queiroz, disse que iria à casa do então deputado Jair Bolsonaro. Elcio é acusado de dirigir o veículo de onde partiram os tiros contra a vereadora.  O porteiro, então, teria ligado para a casa de Bolsonaro pedindo autorização para a entrada de Elcio. O vigilante afirmou em dois depoimentos que identificou a voz de quem deu a permissão para a entrada do veículo: “Seu Jair”, forma que o porteiro se refere a Jair Bolsonaro. Mas há uma contradição nos depoimentos. Jair Bolsonaro não estava no Rio de Janeiro. Registros de presença da Câmara dos Deputados provam que ele estava em Brasília naquele dia. A partir de agora, como o nome do presidente foi citado, a lei obriga que o Supremo Tribunal Federal (STF) analise o caso.

O processo da morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes está em segredo de justiça e, por isso, o governador não poderia saber saber o andamento do inquérito. Para o advogado criminalista Thiago Jordassi, o governador Wilson Witzel cometeu um ato de “ilegalidade”:

“Essa influência do governador nesse caso é totalmente ilegal. Não pode ele utilizar um cargo público de poder para acarretar qualquer tipo de influência nas investigações. Isso até poderia dar azo [brecha] a uma responsabilidade jurídica por parte do político. Dessa forma, não é possível aceitar qualquer tipo de influência externa nas investigações. Essa atuação ativa de governador e presidente nesse caso investigativo acarreta em um caso de ilegalidade”, opinou Jordassi.

O advogado também explicou as razões para um processo como o de Marielle estar em segredo de justiça:

“Esse sigilo inerente às investigações criminais é necessário justamente para ter a revelação de todos os elementos capazes de trazer à tona a verdade do fato”, completou.

 

Jair Bolsonaro x Wilson Witzel

Bolsonaro acusou Witzel de expor o caso Marielle à imprensa. Para o presidente, é desejo do atual governador do Rio ser Presidente da República e, por esta razão, quer “destruir” sua família. “Por que essa sede pelo poder, senhor governador Witzel?”, questionou o presidente durante uma live feita nas redes sociais.

Wilson Witzel se pronunciou e também utilizou as redes sociais para emitir nota. No texto, o chefe de estado diz ter sido atacado injustamente e afirma que seu governo é regido pelo “bom senso” e “ética”.

Para a cientista política Adriane Figueirola, o embate pessoal entre Jair Bolsonaro e Wilson Witzel pode acarretar em consequências ao estado do Rio de Janeiro:

“Culpar o Witzel de expor o inquérito da Marielle à imprensa é um fator que pode vir a prejudicar as questões econômicas do estado por causa de uma relação de conflito pessoal de governador e presidente. Eu vejo uma relação menos política e mais pessoal do presidente. Muitas vezes o que ele [Bolsonaro] leva em consideração para tomada de decisões é a questão pessoal. Na minha visão, não é uma estratégia muito adequada, pois não é de governabilidade. É um governo com muitos conflitos de relações”, analisa.

 

Jair Bolsonaro x Tv Globo

Durante a saída do hotel onde esteve hospedado em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, na segunda-feira, Jair Bolsonaro afirmou existir a possibilidade de não renovar concessões com veículos de comunicação:

“Tem empresa que vai renovar seu contrato brevemente. Eu não vou perseguir ninguém. Quem estiver devendo, vai ter dificuldade. Então os órgãos de imprensa jogam pesado para ver se me tiram de combate para facilitar sua vida”, declarou. Para Bolsonaro, a imprensa tenta “desestabilizá-lo”.

Na terça-feira, durante o Jornal Nacional, foi exibida a matéria que liga o nome do presidente Jair Bolsonaro ao “Caso Marielle”. Pouco mais tarde, Bolsonaro fez a live e atacou à emissora e o governador Wilson Witzel. Bolsonaro disse que a Tv Globo faz “patifaria”. A Rede Globo se pronunciou através de uma nota divulgada pelo Jornal da Globo e lida ao vivo pela jornalista Renata Lo Prete. No texto, a empresa de comunicação afirma que preza pelo “jornalismo de qualidade” e diz que sempre cumpriu com suas obrigações.

recomendadas
Comentários
enquete

Guerra das Estrelas: que música você quer ouvir no 'Show do Clóvis Monteiro?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
15 de Novembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Clóvis Monteiro
« Programa Anterior
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
13:10 - Show do Pedro Augusto
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Patrulha da Cidade
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »