Conecte-se conosco

Brasil

Ciro Gomes promete taxar grandes fortunas para financiar direito previdenciário

Candidato a Presidência vai criar um tributo a todos que tenham mais de R$ 20 milhões declarados

Publicado

em

Ciro Gomes promete taxar grandes fortunas
Ciro Gomes promete taxar grandes fortunas. (Foto: Reprodução)

Durante a entrevista para o “Jornal Nacional”, da Globo, exibida na noite desta terça-feira (23), o candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) falou sobre seu programa de renda mínima e a taxação de grandes fortunas. Segundo Ciro, essa é uma das medidas para a conta fechar e a população voltar a ter condições dignas de vida.

Em sua fala, Ciro Gomes informou que seria preciso R$ 297 bilhões para bancar o Direito Previdenciário, que vai gerenciar todos os benefícios e aposentadorias dos brasileiros. Para que essa conta feche, seria necessário taxar as fortunas de 0,027% da população brasileira, cerca de 58 mil habitantes, além dos recursos que já existem.

“Eu vou agregar um tributo sobre grandes fortunas, apenas e tão somente dos patrimônios acima de R$ 20 milhões. Entenda, somente 58 mil brasileiros possuem fortuna igual ou superior a R$ 20 milhões. O que quer dizer que cada ‘super rico’ no Brasil vai ajudar a financiar, com R$ 0,50 centavos de cada R$ 100 da sua fortuna, a sobrevivência digna de 821 brasileiros abaixo da linha de pobreza”, concluiu.

Esse tributo será equivalente a 0,5% da fortuna do indivíduo. Para aqueles que tenham os R$ 20 milhões declarados, a taxa será de R$ 100 mil, aumentando conforme seja o montante.

As pessoas consideradas abaixo da linha da pobreza são aquelas que vivem em domicílios que, somada toda a renda dos moradores, não ultrapassam a quantia de R$ 417 por pessoa ao mês. Um exemplo de uma situação como essa é a de famílias com três pessoas que sobrevivem com um salário mínimo por mês, de R$ 1.212, o que é equivalente a R$ 404 por pessoa.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *