Conecte-se conosco

Brasil

Corpo do jurista Dalmo Dallari é velado em São Paulo neste sábado

Ele deixa esposa, sete filhos, 13 netos e dois bisnetos.

Publicado

em

Imagem do Jurista Dalmo Dallari
(Foto: Reprodução / TV Brasil)
Imagem do Jurista Dalmo Dallari

(Foto: Reprodução / TV Brasil)

Políticos, advogados e ex-alunos acompanham o velório do jurista Dalmo Dallari, no Salão Nobre da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Dallari foi professor emérito da USP, a qual também dirigiu. O corpo vai ser sepultado no cemitério de Araçá, no bairro do Pacaembu. Dallari morreu aos 90 anos, em decorrência de um quadro de insuficiência respiratória, de acordo com a família. Ele deixa esposa, sete filhos, 13 netos e dois bisnetos.

Dalmo Dallari formou-se em direito pela USP em 1957. Em 1963, foi aprovado no concurso para livre-docente em teoria geral do Estado. Depois do golpe de 1964, se engajou na oposição ao regime militar. A partir de 1972, ajudou a organizar a Comissão Pontifícia de Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo, ativa na defesa dos Direitos Humanos. De agosto de 1990 a dezembro de 1992 foi secretário dos Negócios Jurídicos da Prefeitura do Município de São Paulo, na gestão da prefeita Luiza Erundina.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.