Brasil

Ex-donos da Avianca são presos em operação da Lava Jato

Investigação envolve o Estaleiro Ilha (Eisa), de propriedade dos irmãos Germán e José Efromovich

Por Redação Tupi

Foto: Divulgação / PF

Germán Efromovich e José Efromovich, ex-donos da Avianca Holdings, foram presos, na manhã desta quarta-feira (19), em São Paulo, no âmbito da Operação Lava Jato. As duas prisões são preventivas e foram convertidas em prisão domiciliar por conta da pandemia do novo coronavírus.

Além das prisões, seis mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em Alagoas e no Rio de Janeiro durante a operação batizada de “Navegar é Preciso”.

De acordo com as investigações, os empresários, donos do estaleiro Eisa (Estaleiro Ilha S.A) estariam envolvidos em esquemas de corrupção envolvendo contratos de construção de navios firmados pela Transpetro com a empresa.

O grupo criminoso, segundo o Ministério Público Federal (MPF), fraudava o caráter competitivo das licitações pagando propina no valor de R$ 40 milhões a executivos da Petrobras e empresas como a Transpetro. O esquema ocorreu em 2008, e a propina paga entre 2009 e 2013.

Segundo a Polícia Federal, a suspeita é que o estaleiro teria sido contratado por R$ 857 milhões para fornecer navios. Já a Transpetro teria tido um prejuízo de R$ 611 milhões.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
29 de Setembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Cristiano Santos
« Programa Anterior
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »