Brasil

Ministro do STF prorroga inquérito que apura suposta interferência de Bolsonaro na PF

De acordo com o ministro Alexandre de Moraes, há necessidade de prosseguimento das investigações

Por Redação Tupi

(Wilson Dias/Agência Brasil)

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), prorrogou por mais 90 dias o Inquérito, que apura declarações feitas pelo ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro sobre suposta tentativa do presidente Jair Bolsonaro de interferir politicamente na Polícia Federal (PF).

O inquérito tinha como prazo final o próximo dia 27/7, mas, de acordo com o ministro Alexandre de Moraes, há necessidade de prosseguimento das investigações, nos termos previstos no artigo 10 do Código de Processo Penal (CPP).

O Plenário do STF deverá retomar, na sessão do dia 29/9, a análise do recurso (agravo) contra a decisão que rejeitou pedido do presidente da República para prestar depoimento por escrito neste inquérito.

O ex-ministro da justiça, Sérgio Moro, alegou que Jair Bolsonaro tentou interferir em investigações da PF ao cobrar a troca do chefe da Polícia Federal no Rio de Janeiro e ao exonerar o então diretor-geral da corporação, Mauricio Valeixo. Sérgio Moro fez essa acusação no mesmo dia em que anunciou a sua saída do ministério, em abril de 2020.

 

 



Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
20 de Julho de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Cristiano Santos
« Programa Anterior
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »