Conecte-se conosco

Brasil

Paulo Guedes defende reforma administrativa e chama funcionário público de ‘parasita’

Ministro participou de uma palestra na Escola Brasileira de Economia e Finanças da Fundação Getúlio Vargas

Publicado

em

(Foto: Reprodução / Agência Brasil)

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, durante o Seminário Declaração de Direitos de Liberdade Econômica – Debates sobre a MP 881/19.
Foto: Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a falar sobre as reformas administrativas pretendidas pelo governo federal, nesta sexta-feira em palestra na Escola Brasileira de Economia e Finanças da Fundação Getúlio Vargas (FGV EPGE). Durante discurso, o ministro comparou funcionários públicos a “parasitas”. De acordo com ele, as propostas referentes ao tema serão enviadas ao Congresso na próxima semana.

Ao comentar as reformas, Guedes criticou o reajuste anual dos salários dos servidores. Para ele, os funcionários públicos já têm como privilégio a estabilidade no emprego e “aposentadoria generosa”.

Segundo o ministro, a máquina pública, nas três esferas de governo, não se sustenta financeiramente por questões fiscais. Por esses motivos, ele acredita que a carreira do funcionalismo precisa ser revista.

“O hospedeiro está morrendo, o cara virou um parasita, o dinheiro não chega no povo e ele quer aumento automático”, declarou.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.