Brasil

Prefeito de Varginha deixa cargo após receber críticas pela reabertura do comércio local

Antônio Silva cumpria o quarto mandato como chefe do executivo

Por Cecília Emiliana/Estado de Minas

Antônio Silva cumpria o quarto mandato como chefe do executivo
(Foto: Divulgação/Prefeitura de Varginha)

(Por: Cecília Emiliana/Estado de Minas) O prefeito de Varginha, no Sul de Minas Gerais, renunciou ao mandato na manhã desta segunda-feira. A informação foi confirmada à reportagem pela Prefeitura.

Antônio Silva (PTB) deixa o cargo um dia após revogar o decreto que permitia a reabertura de parte comércio na cidade.

A autorização para o retorno das atividades foi alvo de questionamentos do Ministério Público, organizações da área de saúde e autoridades sanitárias, tais como a Associação Médica, comissão de enfrentamento à Covid-19, Conselho Municipal de Saúde e a Superintendência Regional de Saúde.

Na carta de renúncia, entregue à Câmara dos Vereadores, o chefe do executivo municipal alegou razões de foro íntimo para sua saída.

“Não sou prefeito, apenas estou prefeito, mas, nas atuais circunstâncias e por razões de foro íntimo, reconheço não ter condições de continuar administrando a Prefeitura. (…). Relembrando as palavras do Apóstolo Paulo, posso afirmar que ‘combati o bom combate’, terminei a carreira, guardei a fé, e encerro a minha missão com a consciência do dever cumprido”, diz o comunicado.

Hostilidade

Em entrevista ao Estado de Minas, o vice-prefeito de Varginha, Verdi Lúcio Melo (PTB), disse que o Antônio Silva passou a ser hostilizado nas redes sociais desde que liberou o funcionamento do comércio na cidade, e que isso teria pesado na decisão pelo afastamento.

“Ele também ficou muito chateado com o conselho municipal de saúde e com a própria comissão de enfrentamento da COVID-19. Esses órgãos se dirigiram primeiro à imprensa, para criticar a reabertura das lojas. Poderiam ter procurado o Antônio antes, para uma conversa franca. Outra coisa que ele ponderou comigo foi a idade. Disse que já está com quase 80 anos, o que torna arriscado ele vir despachar da prefeitura – coisa que o cargo muitas vezes exige. Tentei demovê-lo de todo jeito da renúncia, pois trabalhamos juntos há muitos anos, mas ele foi irredutível”, conta Vérdi.

Questionado sobre os planos da administração municipal para restabelecimento do comércio, Vérdi disse voltará a avaliar a questão em duas semanas. “Estamos atentos ao andamento da pandemia. É uma questão delicada, que precisa ser analisada com cuidado, pois precisamos preservar a saúde e, ao mesmo tempo, a sobrevivência das pessoas. Caminhamos para quebrar Varginha e o país. É urgente encontrarmos um equilíbrio”, argumenta o vice-prefeito.

Reunião extraordinária

Em ofício direcionado a Antônio Silva, a presidente da Câmara Municipal, Zilda Maria da Silva, lamentou o afastamento e convocou os demais vereadores para uma reunião extraordinária às 14h, para tratar dos ritos formais da renúncia, além da posse do vice-prefeito.

“(…) Recebo com muto pesar o seu pedido (…). Sempre o considerei um grande estadista e, sobretudo, um homem de valor, probo e competente”, afirma a parlamentar no documento.

Eleito com 43,98% dos votos, Antônio Silva, de 77 anos, exercia a gestão de Varginha pela quarta vez. Os outros mandatos foram cumpridos entre 2012 e 2016, 1997 e 2000, e entre 1989 e 1992.

Confira a carta de renúncia na íntegra:

“Eu, abaixo-assinado, Antônio Silva, brasileiro, casado, advogado, residente e domiciliado nesta cidade, na Alameda dos Sabiás, nº 157, Jardim Cidade Nova, dirijo-me respeitosamente a V. Exa. para expor e comunicar o seguinte:

Durante mais de 15 anos tive a honra de estar à frente da Prefeitura desta cidade, como Prefeito, eleito por 4 mandatos.

Procurei, ao longo desse tempo, desempenhar minha função com honestidade, probidade e integral dedicação, no afã de corresponder às expectativas daqueles cidadãos que me confiaram o seu voto.

Não sou Prefeito, apenas estou Prefeito, mas, nas atuais circunstâncias e por razões de foro íntimo, reconheço não ter condições de continuar administrando a Prefeitura.

Relembrando as palavras do Apóstolo Paulo, posso afirmar que “combati o bom combate, terminei a carreira, guardei a fé”, e encerro a minha missão com a consciência do dever cumprido.

Assim sendo, num ato de livre manifestação de vontade e para que produza os seus jurídicos e legais efeitos, venho comunicar a V. Exa. minha decisão irrevogável e irretratável de RENUNCIAR, a partir desta data, ao cargo de Prefeito Municipal desta cidade de Varginha – Estado de Minas Gerais, para o qual fui eleito nas eleições do ano de 2016, para o quadriênio 2017/2020.

Na oportunidade, renovo a V. Exa. e a seus ilustres pares, meus protestos de elevada consideração e respeito.

Varginha (MG), 06 de abril de 2020

Antônio Silva”

Comentários

enquete

Fluminense tem chances de avançar na Libertadores?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
06 de Maio de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Apolinho
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »