Brasil

Reitora da UFRJ tenta dialogar com o MEC para que o ministério libere os R$ 15 milhões bloqueados

Valor é essencial para o funcionamento da Universidade, que corre o risco de ser paralisada

Por Redação Tupi

Foto: Reprodução

Nesta sexta-feira, a reitora da Universidade Federal do Rio de Janeiro, declarou que tem tentado dialogar com o Ministério da Educação (MEC), para que o órgão libera os R$ 15 milhões bloqueados.

Durante a cerimônia de posse da nova diretoria do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe), Romildo Toledo Filho, ela explicou que o valor é essencial para a manutenção de alguns serviços básicos da Instituição.

“Pelos contratos, serviços de manutenção são suspensos quando ficam três meses sem receber. A luz nós já conseguimos pagar, mas precisamos que o MEC libere os R$15 milhões restantes para que possamos pagar as despesas de custeio. Já estamos com atraso de dois meses. Se esse dinheiro não entrar, os serviços param”, explicou Denise.

Toledo Filho reiterou o discurso da reitora.

“Além da verba de custeio, que também nos atinge, o que nos preocupa é contingenciamento de verbas que afeta o pagamento de bolsas de mestrado e doutorado. Com o corte de verbas do Finep e do CNPq teremos problemas para pagar as bolsas de setembro”, disse o novo diretor.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
24 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show da Galera
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
21:00 - Show de Bola
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »