Carnaval

Império da Tijuca fala da resistência contra o manisfesto iniciado na década de 70

Confira um trecho da entrevista do carnavalesco Guilherme Estevão no Show de Bola

Por Marcus Vinicius

Foto: Divulgação

O Império da Tijuca recebeu o número histórico de 57 composições para a disputa do hino da agremiação no carnaval 2021. Devido à grande procura, a direção decidiu que todas as eliminatórias serão transmitidas no canal da escola no YouTube. A escolha do samba será feita após cinco eventos que serão realizados no Tijuca Tênis Clube, em sábados consecutivos.
No dia 31 de agosto, serão divulgados nas redes sociais os quinze sambas que participarão da semifinal na semana seguinte, dia 5 de setembro. No dia 7, serão divulgados as seis obras finalistas, que disputarão a decisão no dia 12 de setembro.
O Império da Tijuca tem como enredo ‘Samba de Quilombo – A resistência pela raiz’. O carnavalesco Guilherme Estevão, participou do programa Show de Bola, do último sábado (09), falando sobre o enredo, elogiado nas redes sociais: “Pensei em vários aspectos que eram demandas da escola e da comunidade, que tem característica de ser uma agremiação de resistência negra e fazia algum tempo que não abordava temas assim, saindo do viés religioso e abordando uma série de questões. Vamos falar de uma escola de samba que foi criada como manisfesto artístico, contra o movimento iniciado na década de 1970, do luxo pelo luxo, da grande interferência de personalidades, pensadores, intelectuais e acadêmicos majoritariamente brancos nas escolas de samba, afastando o papel do compositor e sobre tudo da comunidade no poder de decisão da escola”.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
20 de Setembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Bola em Jogo
« Programa Anterior
15:00 - Super Futebol Tupi
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »