Conecte-se conosco

Carnaval

Motorista que rebocou alegoria da ‘Em Cima da Hora’ será ouvido na delegacia

Acidente matou a menina Raquel Antunes da Silva, de 11 anos

Publicado

em

Carro alegórico da Unidos da Ponte. (Foto: Diogo Sampaio/Rádio Tupi)
Carro alegórico da Em Cima da Hora (Foto: Diogo Sampaio/Rádio Tupi)

O motorista do caminhão-guincho responsável por conduzir o carro alegórico da escola de samba Em Cima da Hora, envolvido no acidente que matou a menina Raquel Antunes da Silva, de 11 anos, é esperado pela Polícia Civil para depor nesta terça-feira (26). O rapaz deve chegar por volta de 14h.

Raquel foi imprensada entre o poste e uma alegoria da Em Cima da Hora na dispersão do Sambódromo, na Rua Frei Caneca. O corpo dela foi enterrado na tarde do último sábado (23).

A mãe de Raquel prestou depoimento na 6ª DP (Cidade Nova) na tarde desta segunda-feira (25). Marcela Portelinha chegou acompanhada na delegacia e seu depoimento durou até 15h45.
“Já ouvimos várias testemunhas que estavam presentes e que nos trouxeram alguns elementos importantes para a investigação. São pessoas que perceberam o momento do fato, o acidente e elas relataram o perigo iminente que estava ocorrendo ali”, comentou a delegada Maria Aparecida Mallet, responsável pelo caso.

O diretor de carnaval da Em Cima da Hora, Flávio Azevedo, também era esperado para depor nesta segunda-feria (25), mas não compareceu. De acordo com um advogado da escola, Flávio não foi intimado.

“Eu acabei de ter acesso aos autos do processo e a agremiação vai se comprometer a disponibilizar as melhores informações possíveis para averiguar o que aconteceu de fato nessa fatalidade”, disse o advogado Douglas Almeida.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.