Ciência e Saúde

Dia do Neurocirurgião traz à tona as adversidades da profissão 

Data é comemorada hoje e foi instituída em homenagem ao médico Paulo Niemeyer, nascido em 14 de abril de 1914

Por Victor Yemba

(Divulgação)

A neurocirurgia é uma especialidade médica que se ocupa do tratamento de adultos e crianças portadores de doenças do sistema nervoso central e periférico. Levar em consideração que seguir uma carreira plena na Neurocirurgia é necessário ter infraestrutura mínima de tecnologia e recursos humanos. 

No momento, temos aproximadamente 2.800 neurocirurgiões registrados pela Sociedade Brasileira de Neurocirurgia que pode ser dividida em diversas subespecialidades e o profissional com formação adequada está apto a atuar em todas as áreas assim que termina seu treinamento.  No entanto, por aptidão ou interesse, o neurocirurgião trilha seu próprio caminho, adquirindo experiência em uma ou outra área: coluna, base de crânio, vascular, neurointesivismo, neurocirurgia pediátrica, nervos periféricos, base de crânio, funcional.

Dr. Marco Moscatelli, que atua como Neurocirurgião em cirurgia da coluna com ênfase  em Cirurgia Endoscópica da Coluna fala um pouco das dificuldades do início da carreira.

“Minha paixão pela neurocirurgia vem do grande exemplo presente em minha vida, desde o início da minha formação como médico, onde minha mãe, exímia instrumentadora cirúrgica, me levava para conhecer mais sobre o mundo da Neurocirurgia, área em atuava. Desde os primeiros procedimentos senti que faria dessa especialidade um sacerdócio. Foi durante a residência que a cirurgia da coluna despertou uma vocação em mim, onde notei que poderia alçar vôos ainda maiores com os procedimentos minimamente invasivos.”

No próximo dia 28 de abril, haverá uma live, da sequência de transmissões ao vivo que vem ocorrendo nos últimos fins de semanas referente ao Congresso Cirurgia Endoscócica da Coluna  ‘Riwospine’ que traria autoridades da área ao Brasil.

É errôneo imaginar que o médico neurocirurgião, pela própria denominação do nome “cirurgião”, não tem contato próximo ou não cria vínculos como o paciente. A relação médico-paciente não inicia-se nem termina no procedimento cirúrgico. Lidar com um paciente neurocirúrgico possibilita ao médico o contato com o que há de mais humano, a vida, as dificuldades do diagnóstico de patologias graves e a relação com os familiares. 

Saber conversar, explicar e escutar seu paciente são habilidades necessárias para o neurocirurgião, assim como tomar decisões em conjunto com uma equipe.

A avaliação do neurocirurgião é sempre importante para descartar a possibilidade de tratamento cirúrgico de algumas doenças. 

Feito isso, o seguimento de algumas doenças pode ser realizado por outros especialistas como o neurologista, reumatologista, endocrinologista, otorrinolaringologista, entre outros.

A neurocirurgia pode ser dividida em grandes áreas, de acordo com as doenças diagnosticadas.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
31 de Maio de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »