Brasil

Wizard decide manter-se calado durante CPI

Dirigindo-se ao relator Renan Calheiros, o empresário disse: "Senhor relator, me reservo ao direito de permanecer em silêncio"

Por Marcos Antonio de Jesus

Imagens de Carlos Wizard com o ex-ministro Pazuello
(Foto: Reprodução / Twitter)

O empresário Carlos Wizard fez um discurso religioso de cerca de 20 minutos e disse “desconhecer” e não ter relação com o suposto gabinete paralelo da saúde. “Eu afirmo aos senhores com toda a veemência que jamais tomei conhecimento de qualquer governo paralelo e se porventura esse suposto governo, ou melhor, gabinete paralelo existiu, eu jamais tomei conhecimento”, disse o Bilionário.

“Jamais fui convidado, abordado, convocado para participar de qualquer gabinete paralelo”, acrescentou. Finalizando: “Feitos esses esclarecimentos, por orientação dos meus advogados e em conformidade com o decidido pelo Supremo Tribunal Federal vou permanecer em silêncio. Muitíssimo obrigado”. E dirigindo-se ao relator Renan Calheiros, disse: “Senhor relator, me reservo ao direito de permanecer em silêncio”.

No dia 16, Luís Roberto Barroso, ministro do STF, permitiu que o bilionário se calasse na oitiva, mas determinou que ele teria que participar da sessão.



Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
23 de Julho de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Tupi na Rede
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »