Brasil

Indicador Antecedente de Emprego da FGV avança em novembro

Esse é o maior nível desde abril, que marcou 92,5 pontos.

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto: Reprodução)

O Indicador Antecedente de Emprego, Iaemp, medido pela Fundação Getúlio Vargas, subiu dois vírgula seis pontos na passagem de outubro para novembro deste ano e chegou a 88, 4 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos.

Esse é o maior nível desde abril, que marcou 92,5 pontos. O Iaemp é calculado com base em entrevistas com consumidores e empresários da indústria e do setor de serviços, com o objetivo de antecipar a tendência do mercado do trabalho nos próximos meses.

Porém, o outro indicador sobre o mercado de trabalho da FGV, o Indicador Coincidente de Desemprego, teve piora no período. O ICD é calculado com base na percepção dos consumidores sobre o desemprego atual e medido em uma escala invertida de zero a 200 pontos, em que quanto maior for a pontuação pior será o resultado.

O ICD subiu 3,1 pontos e chegou a 96,1 pontos, 10 pontos a mais do que a média da série histórica iniciada em 2005. Segundo a FGV, o patamar elevado do indicador e a piora de novembro mostram que ainda há um longo caminho para reduções em ritmo mais forte da taxa de desemprego.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
31 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Nenhuma programação disponível
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
11:00 - Programa Francisco Barbosa
15:00 - Show da Galera
21:00 - Show de Bola
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »