Conecte-se conosco

Celebridades

Após 15 anos, Adriana Araújo não tem contrato renovado e deixa a Record TV

Com a saída, Roberto Cabrini irá substituir a jornalista no comando do "Repórter Record Investigação"

Publicado

em

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Um dos principais nomes do jornalismo da Record TV nos últimos 15 anos, Adriana Araújo está de saída da emissora. O contrato da profissional com o canal de Edir Macedo chega ao fim nesta sexta-feira (19) e não será renovado. Desde meados do ano passado, Adriana sofreu com uma espécie de fritura interna, após criticar nas redes sociais a cobertura jornalística da pandemia feita pela Record TV e a gestão do presidente Jair Bolsonaro no combate ao coronavírus.

“Lutei por preservar a dignidade profissional da qual não se pode abrir mão. Vou sempre me lembrar de quem caminhou junto comigo nessa jornada. Felizmente todos eles sabem quem são”, escreveu a jornalista, que usou os stories de sua conta oficial no Instagram para publicar um longo texto de despedida.

Durante o processo de fritura, em junho de 2020, a profissional foi retirada da bancada do “Jornal da Record”, principal noticiário da casa, para comandar uma nova versão do “Repórter Record Investigação”. Com a saída dela do canal, quem assumirá a atração é o recém-contratado Roberto Cabrini, segundo informação da coluna de Flávio Ricco, do portal R7.

“Fui repórter do começo ao fim desse ciclo, ao persistir na defesa da notícia, da verdade. E quero me lembrar daqui 20 ou 30 anos que, num dos momentos mais dramáticos da humanidade, me posicionei ao lado da ciência e da vida”, declarou Adriana Araújo.

Ao longo dos 15 anos de casa, a jornalista atuou como âncora, correspondente internacional e repórter especial. Além do “Jornal da Record” e do “Repórter Record Investigação”, Adriana também apresentou o “Domingo Espetacular” e participou das coberturas das Olimpíadas 2012 e dos jogos Pan-Americanos.

Agora, fora da Record TV, o nome de Adriana Araújo volta a ser especulado entre as outras emissoras. No início deste ano, a jornalista teve o passe cogitado na CNN Brasil, porém ela negou qualquer negociação com o canal de notícias na época.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.