Celebridades

Maestro Silvio Baccarelli morre aos 88 anos

O velório terá início às 18h desta sexta-feira, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP)

Por Redação Tupi

O velório terá início às 18h desta sexta-feira, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP)
(Foto: Reprodução/ TV Globo)

Morreu, na manhã desta sexta-feira, aos 88 anos, o maestro Silvio Baccarelli, responsável pela idealização de projetos de formação musical e inclusão social que fazem parte do Instituto Baccarelli. O velório do maestro terá início às 18h desta sexta-feira, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP), e o corpo será cremado no Crematório da Vila Alpina, na manhã do próximo sábado.

Silvio Baccarelli nasceu em 1931 e iniciou sua trajetória na música aos 12 anos, ingressando no Seminário em São Sebastião do Paraíso (MG). Aos 15 anos, assumiu a regência do coro da cidade, enquanto estudava para se tornar padre e especialista em música sacra. Em 1960, abandonou o sacerdócio e fundou o Coral Baccarelli. Em 1994, o grupo recebeu prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte.

O Instituto Baccarelli, uma associação civil sem fins lucrativos (ONG), surgiu após o maestro se sensibilizar com o incêndio ocorrido na favela Heliópolis, na zona sul de São Paulo. Acompanhando as notícias, Baccarelli resolveu criar um projeto que pudesse ajudar as crianças da comunidade.

Em uma pequena sala na Vila Mariana, ele começou a oferecer aulas de instrumentos. Em 2005, o projeto passou a ocupar uma antiga fábrica de sucos em Heliópolis e, em 2009, ganhou sede própria na Estrada da Lágrimas. O instituto trabalha atualmente com 1.200 crianças e jovens da comunidade e mantém grupos como a Sinfônica Heliópolis e o Coral da Gente, que se apresentam no Brasil e já realizaram turnês internacionais.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
27 de Fevereiro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »