Celebridades

‘Uma espécie de alienígenas do mal que se estabeleceram em Brasília’, diz Lucélia Santos sobre o governo Bolsonaro

Atriz criticou principalmente o desmatamento da Amazônia

Por Redação Tupi

A atriz Lucélia Santos concedeu entrevista para a TVI, de Portugal, e criticou as decisões do governo Bolsonaro. De acordo com ela, as notícias sobre a situação do Brasil têm lhe tirado o sono. Em entrevista ao portal UOL, ela destacou a situação do desmatamento da Amazônia.

“Sinto tudo que acontece todos os dias, às vezes nem consigo dormir direito de tanta angústia quando vejo as cenas de corte das árvores ou os bichos morrendo nos incêndios e queimadas. Morro junto com eles. Sou muito conectada a essa floresta especificamente e a todos os seres viventes”, afirma ela ao UOL.

“O que mais me assusta é a destruição da Amazônia acima de todas as outras ações do atual governo. Porque isso é irreversível, realmente assustador! Pra toda a humanidade, pra todos os seres vivos desse planeta”, diz a atriz.

Ela foi criticada por algumas pessoas na rede social. Lucélia ressalta que suas críticas não são para o país, mas como ele está sendo governado.

“Não falo mal do Brasil, pois amo o Brasil, só o enalteço. Falo mal, sim, desse desgoverno e sua crueldade, sua malícia e sua milícia, sua selvageria e brutalidade. Eles não são humanos, acho que são uma espécie de alienígenas do mal que se estabeleceram em Brasília”, dispara a atriz.

“Pra chegar lá devem ter colocado alguma droga nos computadores e nas redes sociais e na água que as pessoas bebem e ficaram todos dominados, erguendo uma espécie de livro sagrado e repetindo slogans desconectados da realidade, fazendo gestos obscenos com dois dedinhos, indicando violência e morte, e conseguiram vampirizar os incautos. E mais: só falam escatologia e amam pornografia. Estou chocada!”, diz ela.

Sobre o futuro, ela mostrou esperança nas futuras gerações.

“Temos uma juventude arretada e rebelde! Vamos lutar pela Amazônia e pela soberania dos seus povos originais, pelos índios brasileiros e pelas mulheres, pelo povo negro e pela comunidade LGBT. Lutar pelo Brasil, seus rios, suas florestas que eu amo e continuarei defendendo de todo o mal até o dia da minha morte, amém”, frisa Lucélia.

“A terra não é plana, a ditadura militar existiu, perseguiu, matou, humilhou e torturou adultos e crianças. Ustra não é herói, é um assassino. E eu não sou comunista! Sou, sim, antifascista, ok?”.

 

 

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
28 de Novembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show de Bola
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »