Campeonato Brasileiro

Após pressão, Santos suspende contrato de Robinho

Decisão foi tomada em comum acordo com o atleta, após divulgação de trechos da sentença na Justiça italiana e pressões de patrocinadores

Por Bruno Almeida

(Foto: Reprodução)

O Santos anunciou, nesta sexta-feira (16/10), pelas redes sociais, a suspensão do contrato do atacante Robinho, condenado por estupro na Itália em primeira instância. Segundo a nota, a decisão foi tomada em comum acordo com o atleta, para que ele possa se concentrar apenas na defesa do processo.

“O Santos Futebol Clube e o atleta Robinho informam que, em comum acordo, resolveram suspender a validade do contrato firmado no último dia 10 de outubro para que o jogador possa se concentrar exclusivamente na sua defesa no processo que corre na Itália”, publicou o clube.

A decisão foi tomada apenas seis dias depois do Santos anunciar a contratação do atleta. Vale ressaltar que, na manhã desta sexta-feira, o site “globoesporte.com” divulgou trechos da sentença que condenou Robinho em primeira instância, em que o atacante fala com amigos detalhes sobre o que aconteceu na ocasião. De acordo com informações da reportagem, o atacante disse “Estou rindo porque não estou nem aí, a mulher estava completamente bêbada, não sabe nem o que aconteceu”.

A repercussão negativa da contratação já tinha sido muito grande, a ponto da empresa Orthopride, patrocinadora do clube com contrato até 2021, anunciar a rescisão de contrato na última quarta-feira (14/10). Após a divulgação da conversa, a pressão ficou ainda maior e vários outros patrocinadores ameaçaram deixar o Santos, caso o jogador não tivesse o vínculo suspenso.

Robinho gravou um vídeo nas redes sociais em que confirmou o acordo de suspensão do contrato e afirmou ser inocente no caso.

“Com muita tristeza no coração, venho falar para vocês que tomei a decisão junto do presidente de suspender meu contrato neste momento conturbado da minha vida. Meu objetivo sempre foi ajudar o Santos Futebol Clube. Se de alguma forma estou atrapalhando, é melhor que eu saia e foque nas minhas coisas pessoais. Para os torcedores do Peixão e aqueles que gostam de mim, vou provar minha inocência”.

O clube acertou com o atacante por cinco meses, com um salário simbólico de R$ 1.500,00, mas com bônus de R$ 300 mil após dez jogos e mais R$ 300 mil depois de 15 jogos, valor que seria pago ao fim do vínculo. O Santos também poderia renovar por mais um ano e sete meses com o jogador, que já estava registrado na CBF, mas não tinha data para a estreia.

Vale destacar que a defesa de Robinho se posicionou nesta sexta-feira em nota divulgada pela advogada Marisa Alija e pelo advogado Luciano Santoro, falando que “o jogador reitera que não cometeu o crime do qual é acusado e que sempre se relacionou sexualmente de maneira consentida”.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
25 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Bola em Jogo
« Programa Anterior
15:00 - Super Futebol Tupi
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »