Conecte-se conosco

Campeonato Brasileiro

Clube paranaense cobra pagamento do Grêmio por venda de Bitello à Europa

Cascavel tem direito a 30% dos direitos econômicos, que está no Dinamo Moscou, da Rússia

Publicado

em

Atacante Bitello em ação com a camisa do Grêmio
Atacante Bitello em ação com a camisa do Grêmio

Detentor de 30% dos direitos econômicos de Bitello, o Cascavel, do Paraná, intimou o Grêmio após não ter recebido parte da valor da venda do jogador ao Dinamo Moscou, da Rússia. O clube do interior do estado se incomodou, cobrou o pagamento e, portanto, ameaça ir à Fifa, se for necessário. Até mesmo a Justiça comum pode ser o caminho a fim de buscar soluções.

No acordo que selou a transferência do meia, definiu-se que os europeus quitariam o negócio em parcelas, até o fim do ano. Aliás, por ter concretizado a operação, o Tricolor Gaúcho é quem assume a responsabilidade de enviar o dinheiro a parceiros envolvidos. Ao todo, os russos compraram o atleta por 10 milhões de euros (R$ 52 milhões na cotação da época).

O Cascavel, formador de Bitello, tem direito a receber 30% do total – mais de R$ 15 milhões. O clube paranaense, portanto, ainda aguarda obter a quantia por meio do mecanismo de solidariedade da Fifa. Por outro lado, 70%, o equivalente a cerca de R$ 36,4 milhões, irão aos cofres do Grêmio.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *