Campeonato Brasileiro

‘É como treinar a Seleção Brasileira’: Renato Gaúcho é apresentado e inicia era no Flamengo

Treinador relembrou sonho de poder treinador o clube; primeiro compromisso já acontece na próxima quarta

Por Redação Tupi

Renato Gaúcho apresentação Flamengo
Reprodução: FLA TV

O técnico Renato Gaúcho foi apresentado oficialmente pelo Flamengo na tarde desta segunda-feira (12), no CT George Helal, o Ninho do Urubu, em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Contratado para o lugar de Rogério Ceni, o treinador conversou pela primeira vez com a imprensa ocupando um cargo que era um dos seus sonhos na carreira. Renato vestiu a camisa rubro-negra como jogador. Sua última partida fora há mais de 23 anos. Segundo ele, o sentimento de poder retornar ao clube é único:

“É um prazer estar aqui nessa oportunidade de treinar esse grande clube. Há uns dois ou três anos eu falei que tinha esse sonho e hoje estou realizando esse sonho de treinar o Flamengo. Todo treinador tem que sonhar alto e eu sonho alto. Para mim, treinar o Flamengo é como treinar a Seleção Brasileira pela grandeza desse clube” – foram as primeiras palavras de Renato como novo técnico rubro-negro.

Com uma primeira aparição considerada tímida, algo que passou bem longe do carisma conhecido do treinador, ele preferiu manter a tranquilidade e já projetar a meta base do seu trabalho: conquistas.

“Jogar e treinar no Flamengo é diferente. Lógico que a cobrança é diferente, mas eu gosto de desafios e estou aqui para conquistar. Agradeço ao presidente Landim, ao Braz e Spindel pela oportunidade e com o elenco vamos brigar para dar continuidade aos títulos”.

Renato minimizou alguns problemas recentes que teve seu nome vinculado, como na época de Jorge Jesus. O português, inclusive, ainda não fora esquecido pelos torcedores rubro-negros. Para muitos, o insucesso de Domènec Torrent e Rogério Ceni foram amplificados por conta da comparação dos trabalhos e da falta de conquistas no mesmo nível.

“Encaro com a maior tranquilidade do mundo. Na época que esteve aqui, o Jorge Jesus fez o melhor trabalho do mundo. Domènec e Ceni tentaram e eu vou tentar também, mas sem comparações. Todos que vieram depois do JJ tentaram. Vou fazer de tudo para conquistar como todos os outros tentaram. No futebol é assim” – disse.

Camisa de apresentação de Renato Gaúcho
Foto: Divulgação/Flamengo

Confira outros trechos da entrevista de Renato Gáucho:

. Uso da base

“Por onde eu passo, gosto de trabalhar com os garotos. Ontem mesmo, no Maracanã, após a partida, eu falei com algumas pessoas para marcar um coletivo com os garotos para que eu possa observar. A gente tem que ter cuidado para lançar os garotos para não queimá-lo. Fiz isso no Grêmio e vários tiveram muito sucesso. Vou observar muito a base e sempre que eu perceber que algum garoto merece oportunidade ou possa rodar um pouco, pode ter certeza que eu vou fazer”.

. Declaração sobre obrigação do Flamengo ganhar tudo por conta do alto investimento

“Acho que todo torcedor quer ver seu time campeão. É claro que quando você gasta muito, você qualifica seu grupo e tem mais chances de ganhar. Mas não é 100%. Olha o PSG, gastou e não foi campeão. Mas é para isso que vamos trabalhar. Para ganhar. Mas a cobrança vai existir em qualquer clube, independente do quanto você gastar”.

. Campeonato Brasileiro de 1987

“Emocionante. Título é sempre título. Lembro até hoje ter dado a volta olímpica em 1987. Todos que éramos comandados por Zico, meu maior ídolo. Espero que, com esse grupo, possamos realizar esse outro grande sonho”.

. Observações contra a Chapecoense

“Isso é mais particular. Faz parte do dia a dia. Gosto muito de trocar ideia com os jogadores sobre onde eles gostam ou não de atuar. Vou bater um papo com eles para a gente ver o melhor a ser feito e eu poder colocar o trabalho em prática com cautela por que não temos muito tempo para treinamentos”.

. Volta do público aos estádios

“Sou a favor. Cumprido todos os protocolos eu sou a favor. Muitas pessoas já tomaram a vacina, outras muitas já tiveram a doença. Sei a importância da torcida do Flamengo. Já vesti essa camisa e sei a força que passam. É o nosso décimo segundo jogador. Já os enfrentei também e sei o problema que é para o adversário. Então desde que cumpridos o protocolo eu sou a favor sim”.

. Poupar atletas

“O poupar em algumas competições as pessoas às vezes entendem mal. A gente sempre quer a força total. Mas no momento que o jogador está desgastado, e o exame de “CK” mostra que ele pode ter uma lesão, esse jogador vai ser poupado. A explicação é essa. O fisiologista e o preparador físico é que ajudam o treinador. Esse negócio de poupar muita gente entende da maneira errada. No momento em que ele (jogador) se sentir bem, ele vai jogar”.

Terminada a coletiva, Renato comanda o primeiro treino com o grupo. Além da chegada do profissional, o Flamengo tem também o retorno de atletas que estavam com a Seleção Brasileira na disputada da Copa América. Entre eles, Everton Ribeiro e Gabigol. ER7 enfrentou no último domingo a Chapecoense, mas Gabigol, suspenso pelo clube, não fora relacionado. Ambos retornarão aos treinamentos com o grupo visando a partida de quarta-feira, 21h45, no Estádio Norberto Tomaghello, na Argentina, contra o Defensa y Justicia, jogo de ida das oitavas de final da Libertadores.



Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
25 de Julho de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
20:00 - Conexão Tupi
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »