Esportes

Ex-presidente do COB é condenado a 30 anos de prisão por organização criminosa

Apesar da sentença, Carlos Arthur Nuzman poderá recorrer da decisão em liberdade

Por Redação Tupi

Foto: Reprodução / TV

O ex-presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, foi condenado nesta quinta-feira a 30 anos 11 meses e oito dias de prisão pelos crimes de corrupção passiva, organização criminosa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

O ex-diretor de operações da Comitê Rio-2016, Leonardo Gryner, também foi condenado pelo juiz federal. A decisão foi tomada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª vara federal criminal do Rio de Janeiro.

Apesar da condenação, Nuzman, que comandou o COB por 22 anos, poderá recorrer a sentença em liberdade. O dirigente foi acusado na operação Unfair Play, que investigou a compra de votos para a escolha do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Por conta disso, ele foi preso em 2017, mas foi solto posteriormente.

 



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
30 de Novembro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Apolinho
« Programa Anterior
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »