Conecte-se conosco

Campeonato Brasileiro

Flamengo vence o América-MG no Rio e ganha posições na tabela do Campeonato Brasileiro

Rubro-Negro subiu de 15° a oitavo lugar e chega a 18 pontos

Publicado

em

Flamengo x América-MG
(Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Vitória para aliviar! Depois de dois resultados negativos para o Atlético-MG, no Mineirão, o Flamengo cumpriu o dever de casa, na noite deste sábado (25), no Maracanã, bateu o América-MG por 3 a 0, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, e subiu algumas colocações na tabela de classificação, indo a oitavo lugar momentaneamente, com 18 pontos. Gabigol, Arrascaeta e Marinho fizeram a favor do time de Dorival Júnior. Agora, o clube vira a chave para o confronto com o Tolimo-COL, quarta-feira (29), pelas oitavas de final da Libertadores.

O Rubro-Negro dominou o primeiro tempo e praticamente não tomou sustos na defesa, à exceção de duas finalizações – uma de Lucas Kal, travada por João Gomes, e outra de Marlon, correndo perto da trave de Santos. No mais, os cariocas criaram várias oportunidades, com chutes de Rodinei, Gustavo Henrique e Arrascaeta, mas quem balançou a rede foi Gabigol, aos 40 minutos. Após lançamento, Pedro ganhou no corpo do zagueiro e deixou o camisa 9 livre, cara a cara com o goleira, para abrir o placar.

Na volta do intervalo, o Flamengo retornou com um ritmo ofensivo ainda maior e, aos 8, Gabigol teve a possibilidade de ampliar a contagem, no Maracanã, depois de Arrascaeta ser derrubado na área por Juninho. No entanto, o artilheiro deslocou demais a batida e a bola saiu pela linha de fundo. A partir daí, o técnico Vágner Mancini mexeu na equipe e o América-MG passou a assustar.

O Coelho mandou-se ao ataque e, aos 17, empatou no Rio de Janeiro, só que em lance irregular. Isso porque, em cobrança de escanteio de Patric, Danilo Avelar desviou de cabeça e Pedrinho fez. A arbitragem analisou o impedimento, confirmado pelo VAR na sequência. A insistência mineira não frutificou e o Rubro-Negro, aos 25, conseguiu, enfim, aumentar o placar: Everton Ribeiro recebeu de Pedro e, na saída de Cavichioli, rolou para Arrascaeta empurrar ao fundo da rede. Perto do fim, Marinho, nos acréscimo, teve tempo de fechar o caixão e sacramentar a vitória para espantar a má fase.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.