Fluminense

Jogadores entram com ações contra o Fluminense e um deles ganha quase 1 milhão de reais sem nunca ter jogado pelo clube

Zagueiro Alan Fialho contratado para a base, passou a ser emprestado desde que estourou a idade

Por Sérgio Guimarães

Foto: Nelson Santana

O Fluminense tem convivido com ações trabalhistas de ex-jogadores nos últimos dias. Nesta  semana o  zagueiro Alan Fialho, que foi contratado para a base tricolor,  ganhou ação contra o clube no valor de R$1 milhão de reais mesmo  não  tendo  jogado pelo tricolor. Ele estourou a idade e passou a ser emprestado várias vezes e  rescindir o seu contrato por atrasos salariais. Um ouro jogador que também entrou com ação judicial foi o lateral Giovanni que estive no tricolor entre 2015 e 2016.

Um dos maiores problemas hoje no clube,  tem sido a quantidade de ações  trabalhistas, em algumas coletivas, o presidente Mário Bittencourt tem  lembrado que o clube vem conseguindo estabelecer alguns acordos .

A ação de Alan Fialho foi favorável  no Tribunal Regional do Trabalho na 1º região (TRTRJ), o jogador revindica quase 1 milhão de reais de salários atrasados, FGTS e verbas rescisórias.

Alan chegou no Fluminense em 2013 e veio do Audax Osasco, ficou um ano no Légia Varsóvia, da Polônia, cinco meses no Arka Gdynia, também da Polônia, quatro meses no Linense, de São Paulo, depois voltou ao Arka Gdynia por mais uma temporada e passou um semestre no Samorin, da Eslováquia, e em 2018, foi cedido ao Volta Redonda do Rio de Janeiro.

Em todos os empréstimos, o Fluminense foi o responsável pelo pagamento dos salários do zagueiro e ele mesmo não sendo aproveitado, teve durante o período que permaneceu no clube o seu contrato renovado por duas vezes, em 2016 e 2017. No final de 2019, o jogador obteve a rescisão de contrato na justiça por falta de pagamento.

O Fluminense recorreu, contestando os valores e entrou com uma revisão, mas na última segunda-feira perdeu a questão.

O valor inicial era de R$ 648.237,53, mas com juros e correção passou para R$ 904.550,33. Falta ser quitada a quantia de R$ 884.824,60, e a Justiça determinou o pagamento em até 15 dias úteis, sob risco de penhora em caso de não cumprimento.

Quanto ao lateral esquerdo Giovanni, ele defendeu o Fluminense entre 2015 e2016, e acionou o clube na justiça e o processo foi distribuído na 16ª vara cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) ele cobra R$ 270.000,00 de dívidas de direito de imagem. As informações são do site “Esporte News Mundo” e confirmada pelo site Tupi.fm

Foto; Nelson Perez/Fluminense

O jogador recebia R$ 45.000,00 de direitos de imagem no tricolor e está cobrando valores atrasados de seis meses, entre agosto de 2018 e janeiro de 2019, período em que ele esteve emprestado ao América (MG). Atualmente o lateral  está no Bahia.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
03 de Dezembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Mário Belisário
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
06:00 - Show do Antônio Carlos
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »