Coronavírus

Futebol argentino: presidente do Lanús diz que, com a crise, “poderiam desaparecer 25 a 30 clubes”

Nicolás Russo afirma que a medida da AFA de suspender os rebaixamentos nos próximos 2 anos é fundamental para a manutenção das equipes

Por Bruno Almeida

(Foto: Reprodução/Instagram)

Devido à pandemia do novo coronavírus, a Associação de Futebol da Argentina (AFA) decretou que não vão ter rebaixados nos próximos dois anos no Campeonato Argentino. A maioria dos jogadores que atuam no país não concordaram com a determinação. O presidente do Lanús e homem forte na AFA, Nicolás Russo, entretanto, afirmou que a medida, apesar de não ser a mais agradável, é fundamental no momento. O dirigente acredita que, sem esta determinação, 25 a 30 clubes poderiam desaparecer.

“Nenhum dirigente quer um torneio sem rebaixamento, porém a situação econômica e sanitária nos obriga. Não só aqui na Argentina, mas em todo o mundo. A sorte está lançada e não vamos voltar atrás. O fim dos rebaixamentos é a única maneira de acomodar os orçamentos dos clubes. Estamos em uma obrigação de manter os clubes de pé. Para mim, se não tomarmos este tipo de determinações, poderiam desaparecer de 25 a 30 clubes”.

O presidente do Lanús falou do impacto da crise no clubes e mostrou preocupação com os pagamentos. “Pagar os salários de maio vai ser complicado. Não estamos pagando contribuições, fornecedores, serviços… e isso que somos muito organizados. Mas, isso que está passando nos atinge diretamente”.

Comentários

enquete

Você está satisfeito com o empate no primeiro fla-flu da final do Carioca?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
16 de Maio de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »