Coronavírus

Horas depois de proposta, Associação de jogadores da Premier League recusa redução salarial de 30%

Órgão, no entanto, revela que está negociando novo valor

Por Redação Tupi

Poucas horas depois da Premier League anunciar a proposta de redução salarial em 30% por conta da paralisação do coronavírus, a Associação de Jogadores Profissionais da Inglaterra (PFA) discordou, através de um comunicado, da medida, mas reiterou que seguirá em negociação em busca de um denominador comum.

Além da redução salarial, outras medidas propostas foram analisadas, como a doação de 20 milhões de libras para causas beneficentes e ao NHS (Serviço Nacional de Saúde), que, na visão da Associação, pode ser doado um valor ainda maior. Quanto ao auxílio aos clubes de divisões inferiores, pontuou que seria apenas um adiantamento, funcionando apenas a curto prazo.

Desde a paralisação por conta da pandemia, no início de março, jogadores e clubes tem recebido muitas críticas do governo da imprensa local por conta da inércia em se disponibilizar ao combate ao vírus. Nos últimos dias, o zagueiro do Manchester United, Maguire, vinha liderando o movimento junto aos 19 capitães dos clubes da Premier Leagua. Internamente, nos Devils, ele já havia conseguido a aceitação por parte de todo o elenco.

Confira a nota completa:

“Todos os jogadores da Premier League querem e farão suas partes fazendo contribuições financeiras significativas nesses tempos sem precedentes.

Todos os jogadores apreciam plenamente seu papel e responsabilidades na sociedade durante a atual crise. Eles se preocupam profundamente com aqueles que sofrem com perdas, saúde e dificuldades no momento.

As discussões sobre como os jogadores podem contribuir financeiramente da melhor maneira estão em andamento durante a crise atual e antes do anúncio de ontem pela Premier League.

Os jogadores querem assumir a liderança e garantir que suas contribuições financeiras apoiem:

. Nossos clubes pelos quais jogamos obviamente precisarão do nosso apoio, principalmente se a crise for além de junho.
. Funcionários não-jogadores dos clubes da Premier League – garantindo que recebam 100% do salário.
. Clubes da EFL (segunda divisão) e de divisões inferiores, seus funcionários e jogadores.
. O NHS – que tem muitos de seus trabalhadores fãs de futebol – está fazendo muito por todos nós. Eles são os verdadeiros heróis.

Não podemos enfatizar o suficiente para que o futebol esteja nisso junto. Solidariedade e deixar de lado qualquer interesse próprio são fundamentais.

Para recapitular o que a Premier League propôs no anúncio de ontem:

. 20 milhões de libras para causas beneficentes.
. Ajuda de 125 milhões de libras para os clubes da EFL e outras ligas.
. Um corte salarial de 12 meses em 30% para os jogadores da Premier League

Os 20 milhões são bem-vindos, mas acreditamos que poderia ser muito mais.

O dinheiro da EFL é um adiantamento. É importante ressaltar que isso ajudará o fluxo de caixa no imediato, mas o futebol precisa encontrar uma maneira de aumentar o financiamento para os clubes da EFL e de ligas inferiores a longo prazo.

Muitos clubes exigem um aumento no financiamento apenas para sobreviverem. Acreditamos em nossa pirâmide de futebol e enfatizamos novamente a necessidade de solidariedade entre todos os clubes.

Estamos trabalhando juntos para encontrar uma solução que será continuamente revisada para avaliar as circunstâncias da crise do Covid-19.

Os jogadores estão cientes de que, como funcionários da PAYE, o imposto combinado sobre seus salários é uma contribuição significativa para o financiamento dos serviços públicos essenciais – que são especialmente críticos no momento.

Receber uma dedução de 30% do salário custará quantias substanciais ao Tesouro. Isso seria prejudicial para o NHS e outros serviços financiados pelo governo.

A dedução salarial proposta de 30% ao longo de um período de 12 meses equivale a mais de 500 milhões de libras em reduções salariais e uma perda nas contribuições fiscais de mais de 200 milhões de libras ao governo.
Que efeito essa perda de ganhos para o governo significa para o NHS? Isso foi considerado na proposta da Premier League e o Secretário de Saúde, Matt Hancock, levou isso em consideração ao pedir aos jogadores que cortassem o salário?

Agradecemos a oportunidade de discutir isso com a Premier League hoje e estamos felizes em continuar as negociações.

É nossa prioridade finalizar os detalhes precisos de nosso compromisso o mais rápido possível. No entanto, alcançar uma posição coletiva para todos os jogadores da Premier League – dos quais existem muitas circunstâncias financeiras e contratuais diferentes de clube para clube – levará um pouco mais de tempo.

A PFA Charity também concordou em dar uma contribuição substancial a uma iniciativa liderada por jogadores assim que os detalhes forem finalizados.

Não deve haver dúvida de que os jogadores e capitães estão comprometidos em conseguir isso o mais rápido possível. Eles reconhecem seu papel na sociedade em geral e o que precisam fazer, como um grupo, para ajudar e apoiar os outros.”

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
23 de Novembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Pedro Augusto
« Programa Anterior
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »