Esportes

Justiça mantém pensão paga pelo Flamengo às famílias de vítimas do incêndio no Ninho do Urubu

Clube entrou com recurso, mas obteve resposta negativa e segue pagando R$ 10 mil mensais, independente dos acordos já feitos

Por Redação Tupí

Foto: Marcos Coelho.

A 1ª Vara Cível da Barra da Tijuca negou, na última sexta-feira, o pedido de recurso feito pelo Flamengo, que solicitava a suspensão do pagamento de R$ 10 mil mensais às famílias das vítimas do incêndio no Ninho do Urubu, ocorrido em fevereiro de 2019. Desta forma, segue a decisão da Defensoria Pública e também do Ministério Público do Rio de Janeiro, independente dos acordos feitos do clube com seis famílias e o pai de uma das vítimas. Outros três atletas feridos também estão recebendo o auxílio. Tal decisão ressalta que, em caso de atraso de pagamento por parte do Flamengo, a multa será no valor de R$ 1 mil por dia.

O incêndio que deixou 10 vítimas fatais teve início na madrugada do dia 8 de fevereiro. Desde então, alguns casos foram à Justiça e o Flamengo conseguiu fechar acordo com familiares de alguns jogadores. Agora, restam o acerto com as famílias de Arthur Vinícius, Christian Esmério e Pablo Henrique, representados por advogados. O clube já acordou as indenizações para os familiares de Samuel Thomas, Hatila Paixão, Gedinho, Vitor Izaías, Bernardo Pisetta, Eduardo e Rykelmo, o último apenas com o pai.

Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
18 de Janeiro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Radar Tupi
« Programa Anterior
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »