Campeonato Brasileiro

No G-4! Vasco joga mal, mas vence Vila Nova e entra no grupo de acesso pela primeira vez na Série B do Brasileirão

Léo Jabá, na etapa inicial, foi o autor do gol que deu o triunfo aos cruzmaltinos

Por Bruno Gentile

Léo Jabá em ação pelo Vasco no confronto com o Vila Nova pela Série B
(Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Enfim, no G-4! Em péssima atuação, sem quase nenhuma criatividade e jogadas trabalhadas, o Vasco segurou as investidas adversárias, venceu o Vila Nova, no sufoco, por 1 a 0, nesta terça-feira (10), em São Januário, pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, e conseguiu entrar no grupo de acesso à Primeira Divisão do futebol nacional pela primeira vez na competição, graças ao empate em 1 a 1 entre Goiás e Remo. Léo Jabá, em lance de sorte, balançou a rede para dar o triunfo aos mandantes. Com o resultado, o Cruzmaltino dormirá na quarta colocação da tabela de classificação, com 28 pontos, apenas dois atrás do líder Náutico.

O primeiro tempo na Colina foi bem morno e sem muitas chances perigosas de gol. E as poucas oportunidades criadas foram construídas pelo time goiano, que, recuado, marcando forte e apostando nos contra-ataques, dificultou para os donos da casa, improdutivos por grande parte da etapa, apesar de ter enorme posse. Aos 3 minutos, os visitantes já obrigaram Vanderlei a trabalhar. Em puxada rápida de contra-golpe, Henan recebeu na esquerda e soltou a bomba. O goleiro carioca voou para espalmar, e no rebote, Renan Mota furou, desperdiçando boa possibilidade de abrir o placar.

Mas, na sequência, mesmo com a movimentação inicial do Vila Nova, a partida esfriou e passou a ficar mais truncada e estudada, sem grandes emoções. Até que, aos 27, a equipe da Região Centro-Oeste assustou novamente. Após passe errado de Leandro Castan, Henan retomou a bola e achou Alesson, com muita liberdade. O camisa 11 finalizou forte, rente à trave esquerda da meta cruzmaltina, e quase inaugurou o marcador no Rio de Janeiro. Em seguida, em uma resposta do Vasco no setor ofensivo, Léo Jabá foi derrubado na área e pediu pênalti. Porém, o juiz mandou o jogo seguir.

Além da falta de criatividade e bom desempenho, o Gigante da Colina ainda perdeu uma de suas importantes peças da defesa, quando Leandro Castan precisou ser substituído por Ernando ao sentir dores na coxa direita e não conseguir continuar em campo. Só que, em um lance de descuidado e desatenção do time goiano, já nos acréscimos, os comandados de Lisca, que praticamente não criaram até então, chegaram ao gol com certa dose de sorte: aos 46, Léo Jabá recebeu de Juninho e tentou o cruzamento, com desvio em Renato Silveira. A batida ganhou elevação, encobriu Georgemy e morreu no fundo das redes, fazendo 1 a o em São Januário.

Na volta do intervalo, o confronto, já sem tantas oportunidade claras na etapa inicial, passou a ficar mais monótono e com ambas as equipes cometendo bastantes faltas, para matar as poucas jogadas de ataque promissoras. Depois de quarto cartões amarelos, somente aos 21 minutos, houve uma chance perigosa construída no tempo complementar. E pelo lado do Vila Nova. Mazetti cobrou escanteio com efeito, Vanderlei saiu mal, socou o ar e Rafael Donato subiu mais alto que todo mundo, cabeceando por cima do travessão e quase empatando.

A partir daí, o Vasco também despertou e respondeu, com Léo Jabá, autor do gol da vitória parcial até o momento. Aos 28, Figueiredo roubou a bola na intermediária e tocou no ponto futuro. O camisa 7 dos donos da casa infiltrou, mas bateu mal, à esquerda de Georgemy, que sequer teve de trabalhar. Já próximo ao fim do jogo, os goianos pressionaram demais e tiveram três possibilidades de igualar o placar em São Januário, porém, sem sucesso. Uma aos 40, quando Rafael Donato, de novo pela jogada aérea, testou firme e tirou tinta da trave; outra aos 45, no abafa de Vanderlei em cima de Alesson, que finalizou forte; e a última, nos acréscimos, no instante em que Clayton girou sobre Romulo na meia-lua e arriscou no canto esquerde do goleiro. O chute acabou pegando nas redes, mas por fora.

Agora, com o resultado positivo, Lisca tem 50% de aproveitamento à frente do Gigante do Colina – são três vitórias e três derrotas em seis partidas – e terá poucos dias para preparar o time para o confronto diante do Remo, na sexta-feira (13), às 21h30, no Baenão, no Pará, pela 18ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Se conseguir permanecer no G-4 até lá, visto que depende do restante dos duelos deste meio de semana da Segunda Divisão, o Cruzmaltino precisará vencer para se firmar no grupo de acesso. Com os terceiros cartões amarelos, Leandro Castan, Léo Matos e Marquinhos Gabriel não poderão atuar e serão desfalques. Por outro lado, Germán Cano retorna após cumprir suspensão.

Últimos vídeos do Vascão


recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
18 de Setembro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show da Galera
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
21:00 - Botequim do Mister
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »