Esportes

Vadão: ‘Eu acho que naquele último lance de área merecia também uma consulta no VAR’

Técnico e jogadoras reclamaram muito de um lance nos últimos minutos, após Andressa ser puxada na área

Por Redação Tupi

Foto: Reprodução

O Brasil perdeu para a Austrália nesta quinta-feira por 3 a 2. A Seleção Brasileira saiu na frente, mas tomou a virada e não conseguiu manter o bom desempenho. Após a partida, em entrevista coletiva, o técnico Vadão comentou sobre os lances do VAR, afirmou que a tecnologia veio para somar, e admitiu que a equipe na segunda etapa não jogou tão bem quanto no primeiro tempo.

“Eu acho justo. Assim como eu acharia muito justo se tivesse sido consultado o último lance, em que achamos pênalti. Eu acho que naquele último lance de área, onde a Andressa foi puxada, merecia também uma consulta no VAR. Eu acho que o VAR veio para somar e minimizar os erros, o futebol está muito veloz e rápido, e às vezes o angulo da árbitra, da bandeira, não é favorável. No segundo tempo nós tivemos chances, antes de tomar o gol de empate nós demos duas escapada pela esquerda com a Debinha. Não jogamos como jogamos no primeiro tempo. No final tentamos pressionar, mas isso faz parte do jogo”, ressaltou Vadão.

Marta e Formiga foram substituídas no intervalo do jogo e não voltaram para o segundo tempo. O técnico Vadão comentou sobre o motivo das mudanças e sobre o esquema tático.

“De maneira nenhuma. A Marta vinha de lesão, sem jogar, já estava previsto que ela não jogaria o tempo todo. E a Formiga não, tomou uma pancada no pé, não sabemos a gravidade,a té que ponto, e ela não conseguiu voltar. Não houve mudança de esquema, apenas mudanças de características das atletas. No final a gente trocou e mudou o sistema de jogo, colocando mais a Bia na frente. Na verdade, as duas substituições foram forçadas”, afirmou Vadão.

Vadão admitiu que a perda da Marta no segundo tempo foi essencial para a equipe cair de rendimento. Além disso, o técnico destacou que a equipe não conseguiu manter o mesmo desempenho na segunda etapa, mas fez um bom jogo.

“No segundo tempo a gente sabia que o comportamento do adversário, por estar perdendo, seria uma mudança de tentar nos agredir mais. A Marta estava muito bem no jogo, e isso nos levava com certa facilidade ao ataque. Perder essa qualidade da Marta… Formiga pra fazer a função que determinamos hoje tem que ter uma técnica específica e ela faz, sabe o momento de afastar, antecipar. Acho que houve uma mudança e nós acabamos caindo. Mas acho que o que mais sentimos, mesmo tendo uma queda, não houve infiltrações na área. Acho que nós formamos, mesmo não repetindo a mesma atuação do primeiro tempo, os dois gols que nós tomamos não foram gols de bolas trabalhadas e sim acidentais”, disse Vadão.

O Brasil enfrenta a Itália na próxima terça-feira, dia 18 de junho, às 16h, pela Copa do Mundo feminina.

Comentários
enquete

Você acha futebol chato ou emocionante?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
20 de Outubro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »