Esportes

CBF é contra a volta da Supercopa Libertadores e gera atrito com Conmebol

Torneio seria disputado entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021.

Por Redação Tupi

Foto: Divulgação / Conmebol

Após a Conmebol anunciar que pretende voltar com a Supercopa dos Campeões da Libertadores, a CBF já deixou claro que não é a favor da competição e se colocou contra a forma de distribuição das vagas no Mundial de Clubes de 2021.

Na busca por uma fórmula para preencher as seis vagas a que tem direito no Mundial de Clubes de 2021, a Conmebol pretende recriar a Supercopa dos Campeões da Libertadores. O torneio seria disputado entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021, e iria reunir todos os campeões da história da Libertadores. A competição teria dois times com vagas no Mundial de Clubes da Fifa, a ser disputado em meados de 2021.

As outras quatro vagas, segundo Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol, seriam dadas aos campeões da Libertadores e da Copa Sul-Americana de 2021.

Rogério Caboclo, presidente da CBF, não gostou e rebateu a ideia já durante a reunião do Conselho da Conmebol, na tarde de quinta-feira.

“Quando houve a colocação dessa possibilidade, imediatamente manifestei que não há hipótese de os clubes brasileiros participarem desse torneio. Não temos nenhuma data disponível e não iremos sacrificar as férias e o período de pré-temporada no Brasil”.

Além de se colocar contra a criação do torneio, a CBF também não ficou satisfeita com a forma de como as vagas para o Mundial seriam distribuidas. A entidade prefere que os campeões da Libertadores entre 2017 e 2020 tenham lugar garantido, e que as demais duas vagas sejam disputadas por times que venham da Sul-Americana.

recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
18 de Novembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Tupi na Rede
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »