Brasil

Senador diz que projeto do Clube-Empresa pode ser votado ainda no segundo semestre deste ano

Para Carlos Portinho, os clubes devem ter até 10 anos para diminuir os passivos trabalhistas

Por Marcos Antonio de Jesus

Imagem do Senador Carlo Portinho nos estúdios da Super Rádio Tupi
(Foto Talita Giudice / Super Rádio Tupi)

O senador Carlos Portinho (PL-RJ), relator do projeto que cria o Clube-Empresa no Brasil, durante entrevista exclusiva para o site da Super Rádio Tupi, esclareceu que o objetivo da “Sociedade Anônima do Futebol Brasileiro”, de iniciativa do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), é oferecer a opção aos clubes para resolverem problemas financeiros, buscando investidores.

Segundo o senador, o projeto pode ser aprovado ainda no segundo semestre deste ano.

Para Carlos Portinho, os clubes devem ter até 10 anos para diminuir os passivos trabalhistas.

De acordo com o projeto, as pessoas vão poder investir as dívidas dos clubes da mesma forma que investem em precatórios.

O senador disse ainda que o projeto não é a salvação do futebol brasileiro, mas uma alternativa para os clubes e para o mercado.

Os senadores Rodrigo Pacheco e Carlos Portinho estiveram na sede da Super Rádio Tupi, nesta quarta-feira, e concederam entrevistas.



Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
13 de Junho de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Bola em Jogo
« Programa Anterior
15:00 - Super Futebol Tupi
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »