Jornalismo

Justiça nega mais um habeas corpus a acusado de provocar incêndio florestal em Petrópolis

A defesa alegou que o acusado é integrante do grupo de risco, por ter 64 anos de idade e ser portador de doença cardíaca

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto: Divulgação/Tribunal de Justiça do Rio)

O desembargador Peterson Barroso Simão, negou, no Plantão Judiciário do Tribunal de Justiça do Rio  o pedido de habeas corpus a Heli Barroso Martins. Ele está preso preventivamente sob a acusação de atear fogo ao próprio carro, visando receber o valor do seguro, conforme investigações da polícia.  O fogo teria provocado um incêndio de grandes proporções em área de vegetação da Reserva Biológica de Araras, em Petrópolis, Região Serrana do Rio.

Peterson Barroso Simão deixou de acolher a tese da defesa para revogação da prisão ou a substituição por medidas cautelares, alegando que o acusado é integrante do grupo de risco, por ter 64 anos de idade e ser portador de doença cardíaca. Segundo o magistrado, os autos não demonstram que a Secretaria de Administração Penitenciária deixa de dar assistência médica aos presos.

O desembargador Destacou ainda que “também não é o caso de conversão da prisão em outras medidas cautelares, pois como já dito, o fato é extremamente grave e deve o Judiciário resguardar a ordem pública e a paz social em face daqueles que praticam ilicitudes”.  O incêndio destruiu mais de 30 mil metros quadrados de mata, sendo considerado um dos maiores já ocorridos em Petrópolis.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
13 de Agosto de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Isabele Benito
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Patrulha da Cidade
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »