Meio ambiente

#DeOlhonoLixo”, executado pela SEAS e Viva Rio, é o vencedor do Prêmio Firjan Ambiental 2020

Programa beneficia as comunidades da Rocinha e do Vidigal, na Zona Sul do Rio, e a Roquete Pinto, no Complexo da Maré

Por Victor Yemba

(Divulgação)

Iniciativa bem sucedida de manejo de resíduos sólidos para destinação ambiental adequada, o projeto “De Olho no Lixo”, executado pela SEAS e Viva Rio, ganhou o Prêmio FIRJAN AMBIENTAL 2020, na categoria ’’Resíduos Sólidos’’, entre outros 381 projetos. A premiação aconteceu nesta sexta-feira (13), às 10h, via YouTube.

Fruto de cooperação técnica entre a Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade (Seas)  e o Viva Rio Socioambiental, o “De Olho no Lixo” beneficia as comunidades da Rocinha e do Vidigal, na Zona Sul do Rio, e a Roquete Pinto, no Complexo da Maré. O programa tem o apoio da Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (Asserj).

Desde sua criação em 2016, o projeto recolheu 1,5 milhão de toneladas de resíduos, sendo mais de 300mil toneladas de lixo reciclável e 4,5 mil litros de óleo, entre outros. Foram produzidos também 1,5 mil peças de roupas e acessórios e 550 instrumentos musicais.

“O De Olho no Lixo é um projeto que nos enche de orgulho, que transforma resíduo em arte, estimula a educação ambiental além de fortalecer práticas culturais através de ações sustentáveis. Durante a pandemia, mais de 3,5 mil máscaras foram produzidas e doadas a moradores das comunidades. Estamos honrados com essa premiação”, destaca o secretário de estado do Ambiente e Sustentabilidade, Thiago Pampolha.

Apesar da pandemia, os agentes ambientais do programa recolheram, entre janeiro e agosto deste ano, 142 toneladas de resíduos da Rocinha e do Vidigal para destinação ambiental adequada. Na Rocinha, esse trabalho resultou na criação da Cooperativa Rocinha Recicla.

Além disso, a iniciativa promove a capacitação de moradores das três comunidades, através das oficinas do Ecomoda e do Funk Verde. Na primeira, os alunos aprendem a fazer peças de roupas, bolsas e acessórios, reutilizando jeans, retalhos, sobras de tecidos, banners e tantos outros objetivos que teriam como destino a lata do lixo.

(Divulgação)

Já a oficina do Funk Verde ensina a percepção sonora aos moradores, utilizando instrumentos musicais confeccionados a partir do reaproveitamento de resíduos. O Funk Verde também funciona como ferramenta de comunicação de massa, por meio das composições temáticas.

(Divulgação)

Nessa oficina, os alunos já produziram centenas de instrumentos musicais como a cuíca produzida com canos PVC, um tipo de resíduo da construção civil; o pandeiro confeccionado com garrafa pet, em substituição ao couro animal; latas de tinta que foram transformadas em caixas, dentre outros.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
04 de Dezembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Mário Belisário
« Programa Anterior
06:00 - Show do Antônio Carlos
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »