Conecte-se conosco

Mundo

Guayaquil, no Equador, entra em estado de emergência após explosão matar 5 pessoas

O Equador vem enfrentando nos últimos anos uma grande onda de criminalidade, principalmente em função do tráfico de drogas

Publicado

em

O presidente do Equador, Guillermo Lasso, decretou estado de emergência em Guayaquil, capital industrial do país, após uma forte explosão ter matado pelo menos cinco pessoas. O governo local atribuiu o caso ao crime organizado.

De acordo com as autoridades equatorianas, o episódio ocorreu em Cristo del Consuelo e deixou 20 feridos, além de ter destruído oito casas e dois veículos. Nas redes sociais, a polícia alertou que foi uma “explosão de grandes proporções”, mas não forneceu maiores detalhes.

O ministro do Interior do Equador, Patricio Carrillo, culpou o crime organizado pela explosão em uma mensagem nas redes sociais. “Mercenários do crime organizado, que narcotizaram a economia durante muito tempo, agora atacam com explosivos. É uma declaração de guerra ao Estado”, disse.

O jornal “El Universo” especificou que a medida do mandatário equatoriano terá duração de pelo menos 30 dias e é a terceira do mesmo tipo que Lasso impôs a Guayaquil desde o início de seu mandato.

Com o estado de emergência declarado, Lasso pretende permitir que a polícia e o Exército intervenham para combater o crime que opera em Guayaquil.

O Equador vem enfrentando nos últimos anos uma grande onda de criminalidade, principalmente em função do tráfico de drogas.

O país é vizinho de Colômbia e Peru, alguns dos maiores produtores de cocaína do mundo. “Ou nos unimos para enfrentá-lo ou o preço será ainda maior para a sociedade”, acrescentou o ministro equatoriano em sua mensagem.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.