Conecte-se conosco

Capital Fluminense

Acusados de venderem falsos atestados médicos são presos na Zona Norte do Rio

Segundo as investigações, documentos eram vendidos por R$ 20,00 e autorizavam pacientes a se vacinarem contra a Covid-19

Publicado

em

Atestados falsos apreendidos pela Polícia Civil
Foto: Divulgação/PCERJ

Foto: Divulgação/PCERJ

Um médico e o dono de uma clínica, cuja os nomes não foram divulgados, foram presos nesta quinta-feira (27) por agentes da Delegacia de Defraudações, localizada no bairro de Pilares, na Zona Norte do Rio. A dupla é acusada de vender falsos atestados médicos.

Segundo a Polícia Civil, os documentos, vendidos a um preço de R$ 20,00, apresentavam uma comorbidade falsa e autorizavam o paciente a se vacinar contra a Covid-19. A estratégia, conforme apurou a investigação, era uma tentativa de driblar os critério de imunização estabelecidos pelo Ministério da Saúde e fazer com que os compradores conseguissem furar a fila dos grupos prioritários.

Procurada pela reportagem da Super Rádio Tupi, a Polícia Civil informou, por meio de nota, que a investigação irá continuar para identificar e localizar todos os pacientes que compraram os atestados. Ainda de acordo com a corporação, os dois presos irão responder pelo crime de falsificação de documentos.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.