Conecte-se conosco

Brasil

Cúpula do Mercosul começa no Rio de janeiro com discussões sobre democracia no Mercosul Social

Evento é uma preparação para Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados, que acontece na quinta-feira

Publicado

em

(Foto: Marcos Antonio de Jesus / Super Rádio Tupi)

Teve início, nesta segunda-feira, a reunião do Mercosul, que vai até a próxima quinta-feira, no Museu do Amanhã, na Zona Portuária. Integrante da mesa do Mercosul Social, a embaixadora Gisele Padovan, representante do Ministério das relações Exteriores, disse que tudo o que for decidido nessa reunião vai ser levado para os presidentes, que se reúnem na quinta-feira.

“Eu fico feliz que estamos replicando um procedimento que fizemos na Cúpula Amazônia, que é ter quatro relatores dessa cúpula, que vão falar diretamente para os presidentes, levar diretamente a mensagem do que for discutido aqui para os nossos chefes de estado e de governo e isso é fundamental”, disse a embaixadora.

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, e o secretário de Estado de Governo, Bernardo Rossi, também se fazem presentes no evento. O secretário disse que os temas que estão sendo debatidos, são prioridade do governo do Rio, com destaque para os direitos das mulheres.

 “E estar aqui, podendo falar com nossos irmãos, amigos, vizinhos do Meecosul, essa parceria, diálogo e com temas tão importantes, tão caros para nós, como o combate à fome, educação, direito das mulheres. Ministra Cida, ele é tão importante pra gente que o governador Cláudio castro criou uma secretaria das mulheres para cuidar desse tema”

Rossi convidou os presentes para a inauguração do hotel acolhedor, destinado à população de Rua e que deve ocorrer nos próximos dias.

Falando a respeito do acordo entre o Mercosul e a União Européia, a embaixadora Gisele Padovan, representante do Ministério das Relações exteriores, disse que há grandes possibilidades dele ocorrer, mas que o grupo sul americano não pode se portar como colonizados.

“Eu não cuido desse acordo propriamente dito, mas as negociações avançam, existe vontade política, entendo que o presidente está falando com o primeiro-ministro da Alemanha, muito interessado em fechar o acordo, mas é algo complexo. Acho que não está perto do fim, mas continua avançando há interesse em um acordo que seja bom para os países do Mercosul. Não podemos ficar na situação de colonizados”, afirmou a embaixadora.

A cúpula deve reunir cerca de 300 representantes dos países do bloco econômico para discutir o fortalecimento da democracia na América do Sul e ampliar a participação social na agenda política. Os resultados das discussões serão apresentados aos chefes de Estado na quinta.

A abertura do evento ainda contou com as presenças da ministra Cida Gonçalves, do Ministério das Mulheres; a secretária-executiva da Secretaria-Geral da Presidência da República, Maria Fernanda Ramos Coelho; e o deputado Arlindo Chinaglia, representante do Brasil no Parlasul.

A reunião da Cúpula do Mercosul vai até a próxima quinta-feira.

(Foto: Marcos Antonio de Jesus / Super Rádio Tupi)

(Foto: Marcos Antonio de Jesus / Super Rádio Tupi)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *