Conecte-se conosco

Mundo

OIT solicita que Brasil examine os impactos da reforma trabalhista

A comissão do órgão analisou se as mudanças ferem a Convenção 98, da qual o Brasil é participante

Publicado

em

A comissão do órgão analisou se as mudanças ferem a Convenção 98, da qual o Brasil é participante
(Foto: Reprodução)

A Comissão de Aplicação de Normas da Organização Internacional do Trabalho (OIT) pediu que o governo brasileiro avalie a necessidade de alterações na reforma trabalhista. A comissão analisou se as mudanças ferem a Convenção 98 da agência multilateral da Organização das Nações Unidas (ONU), da qual o Brasil é signatário.

A conclusão, apresentada nesta quarta-feira, na Conferência Internacional do Trabalho, em Genebra, na Suíça, é que o governo brasileiro deve continuar analisando os impactos da reforma  e decidir se são necessárias adaptações. Isso deve ser feito em conjunto com entidades de trabalhadores e empregadores.

A comissão da OIT solicita ainda que o Brasil elabore um relatório, em cooperação com entidades representativas de trabalhadores e empregadores, para ser apresentado a um comitê de especialistas dentro do ciclo regular de análise do Brasil em relação à Convenção 98.

Aprovada pela OIT em 1949 e ratificada pelo Brasil em 1952, durante o governo de Getúlio Vargas, a Convenção 98 estabelece regras de proteção aos direitos dos trabalhadores, como a filiação sindical e a participação em negociações coletivas.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.