Conecte-se conosco

Celebridades

Presidente Bolsonaro defende Gusttavo Lima e diz que cantor foi atacado “covardemente”

Sertanejo decidiu não fazer mais lives por causa das críticas que recebeu por causa do excesso de bebida

Publicado

em

Gusttavo Lima (Foto: Reprodução/Instagram)

Gusttavo Lima (Foto: Reprodução/Instagram)

O presidente Jair Bolsonaro saiu em defesa de Gusttavo Lima e disse que ele foi atacado “injusta e covardemente” depois de realizar live no último fim de semana. O cantor é alvo de uma representação no Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) por causa das propagandas de bebida alcoólica feitas durante a transmissão pela internet. “Minha solidariedade ao cantor Gusttavo Lima, que vem sendo injusta e covardemente atacado após a grande live que fez dentro de sua própria casa. Ele e outros artistas sertanejos e de demais gêneros têm sido grandes heróis nessa luta contra a covid-19 e merecem aplausos”, escreveu o presidente.

O Conar abriu na terça-feira (14) uma representação ética contra as ações publicitárias realizadas nos shows “Live Gusttavo Lima – Buteco em Casa” e “Buteco Bohemia em Casa”, do cantor Gusttavo Lima, transmitidos pelas redes sociais no dia 28 março e 11 de abril. Segundo o órgão, o processo foi aberto “a partir de denúncias recebidas de dezenas de consumidores”, que consideraram que as ações publicitárias realizadas pela Ambev “carecem de cuidados recomendados pelo Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária para a publicidade de bebidas alcoólicas”.

Gusttavo Lima (Fotos: Reprodução/Youtube)

A Ambev informou que envia aos artistas patrocinados em lives um guia sobre as regras do Conar, mas disse que algumas orientações não foram seguidas.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.