Conecte-se conosco

Baixada Fluminense

Atendimento a familiares de desaparecidos em Nova Iguaçu

Dados do Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro apontam que, somente no primeiro semestre deste ano, 2.900 pessoas desapareceram no Estado.

Publicado

em

Foto: Prefeitura de Nova Iguaçu

A população de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, ganhou um novo espaço de acolhimento. Já está em funcionamento o Núcleo de Atendimento a Familiares de Desaparecidos e Documentação. O espaço é uma parceria entre a Subsecretaria de Promoção, Defesa e Garantia dos Direitos Humanos e a Secretaria Municipal de Assistência Social. Segundo a Prefeitura, o Núcleo trabalha para acolher e dar suporte às famílias de desaparecidos, além de prestar o primeiro atendimento de documentação para os nascidos em Nova Iguaçu e cidades vizinhas.

Dados do Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro apontam que, somente no primeiro semestre deste ano, 2.900 pessoas desapareceram no Estado. Isso representa um aumento de cerca de 11% na comparação com o mesmo período de 2022. Em todo o ano passado foram mais de cinco mil desaparecimentos, 30% a mais do que em 2021. Em média, são mais de 480 pessoas desaparecidas por mês no estado do Rio.

O Núcleo, recém inaugurado em Nova Iguaçu, vai atender a população do município e de toda a Baixada Fluminense.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *