Baixada Fluminense

Aumenta o número de microempreendedores individuais registrados na Baixada Fluminense

Em todas as cidades da Baixada, muitas pessoas estão abrindo pequenos negócios e se tornando microempreendedores individuais

Por Milena Coutinho

Foto: Reprodução Internet

Com a pandemia do novo Coronavírus e a crise econômica pela qual atravessam todos os municípios da Baixada Fluminense, o número de desempregados na região aumenta a cada dia. Ao mesmo tempo, o que vem crescendo também é o número de registros e cadastros de MEIs. Em todas as cidades da Baixada, muitas pessoas estão abrindo pequenos negócios e se tornando microempreendedores individuais.

Somente no município de São João de Meriti, por exemplo, houve um aumento de 35% nos cadastros de MEI. Em Nova Iguaçu, foi registrado um acréscimo de 29,12% de MEIs cadastrados entre o fim de 2019 e o início de 2021. Em magé, houve um aumento de 55% no número de promotores de vendas cadastrados como microempreendedores individuais na Prefeitura em um ano.

Para ser um MEI é necessário faturar até R$ 81 mil por ano ou R$ 6.750 por mês, não ter participação em outra empresa como sócio ou titular e ter, no máximo, um empregado contratado que receba salário mínimo ou o piso da categoria.

Comentários
enquete

Quem você acha que é o favorito para levar o título da Supercopa do Brasil?

Carregando ... Carregando ...


AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
10 de Abril de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Nenhuma programação disponível
« Programa Anterior
21:00 - Show de Bola
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »