Rio

Bombeiro é condenado por obstrução de Justiça no caso Marielle e Anderson

Maxwell Simões Correa foi preso em junho do ano passado em operação realizada pelo Gaeco

Por Isaac Santos

O Ministério Público do Estado Rio (MPRJ) obteve na Justiça a condenação do Bombeiro Maxwell Simões Correa, conhecido como Suel, por atrapalhar as investigações sobre as mortes da vereadora Marielle Franco e o motorista, Anderson Gomes. O militar foi preso em junho do ano passado em operação realizada pelo GAECO.

No dia 13 de março de 2019, um dia após as prisões dos ex-policiais Ronnie Lessa e Élcio de Queiroz, denunciados como autores dos crimes, Maxwell, junto com Elaine Pereira Figueiredo Lessa, esposa de Ronnie, Bruno Pereira Figueiredo, cunhado de Ronnie, José Marcio Mantovano e Josinaldo Lucas Freitas, presos durante a operação “Submersus”, ele ajudou a ocultar armas de fogo de uso restrito e acessórios pertencentes a Ronnie, que estavam armazenados em um apartamento no bairro do Pechincha utilizado pelo ex-policial.

O papel de Maxwell para obstruir as investigações foi ceder o veículo utilizado para guardar o armamento de Ronnie, entre os dias 13 e 14 de março de 2019, para que o armamento fosse descartado em alto mar.

Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
22 de Fevereiro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Cidinha Livre
« Programa Anterior
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »