Patrulhando a Cidade

Bombeiro é preso acusado de envolvimento no caso Marielle Franco

Maxwell Simões Correia, de 44 anos, foi encontrado em casa, em um condomínio de luxo, no Recreio dos Bandeirantes, na manhã desta quarta-feira (10)

Por Redação Tupi

(Foto: Reprodução)

Um bombeiro militar, acusado de envolvimento na morte de Marielle Franco e Anderson Gomes, foi preso, na manhã desta quarta-feira (10), durante uma operação realizada pela Polícia Civil e o Ministério Público do Rio.

Maxwell Simões Correia, de 44 anos, conhecido como Suel, é amigo do policial militar Ronnie Lessa, preso após ser acusado de matar a vereadora e o motorista, em março 2018. Ele foi encontrado em casa, em um condomínio de luxo no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio.

De acordo com as investigações, o bombeiro é braço direito de Ronnie Lessa. Ele é acusado de esconder as armas utilizadas no crime, que teriam sido jogadas no mar após a prisão do PM reformado, em 2019.

A ação, batizada como Operação Submersus II, é desencadeada por policiais da Delegacia de Homicídios e por promotores do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), tem como objetivo cumprir 10 mandados de busca e apreensão e um de prisão. Os agentes também atuam na Vila Vintém, na Zona Oeste do Rio.

Na primeira fase da operação, realizada em outubro do ano passado, prendeu Elaine Figueiredo Lessa e o irmão Bruno Figueiredo, cunhado de Ronnie Lessa, além de José Marcio Montavano e Josinaldo Lucas Freitas. Eles são acusados de atrapalhar as investigações.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
09 de Julho de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Apolinho
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »