Conecte-se conosco

Capital Fluminense

Fotógrafo carioca vive expectativa para o nascimento do filho no Dia dos Pais

Pais de primeira viagem aguardam ansiosos a chegada do pequeno Eliseu

Publicado

em

Fotógrafo vive expectativa para nascimento do filho no Dia dos Pais
Fotógrafo vive expectativa para nascimento do filho no Dia dos Pais (Foto: Edu Kapps - Secretaria Municipal de Saúde do Rio)

No próximo domingo (14), é comemorado o Dia dos Pais. Para o fotógrafo e videomaker Vanclei Araújo, será o primeiro que ele irá celebrar com o título que sempre desejou ter: o de pai. Ele, sempre que necessário, acompanha a esposa Alessandra dos Santos nas consultas de pré-natal da Clínica da Família Cristiani Vieira Pinho, em Bangu, onde é acolhida por uma equipe multidisciplinar.

Durante toda a gravidez de Alessandra, que está no nono mês de gestação, Vanclei se dedicou a tirar fotos da mulher com o intuito de registrar o crescimento do bebê dentro da barriga e a felicidade de poder gerar uma vida nova ao lado da esposa: “Ser pai pra mim era algo muito desejoso. Sempre sonhei em ser pai. Desde pequeno falava em ter um casal, isso porque fui filho único e sabia a falta que um irmão faz. Mesmo tendo duas irmãs do primeiro casamento do meu pai, sabia que não era a mesma coisa”, conta.

Fotógrafo vive expectativa para nascimento do filho no Dia dos Pais
Fotógrafo vive expectativa para nascimento do filho no Dia dos Pais (Foto: Edu Kapps – Secretaria Municipal de Saúde do Rio)

Os pais de primeira viagem aguardam ansiosos a chegada do pequeno Eliseu, cuja escolha do nome é devido ao significado “Deus e a minha salvação”. O nascimento do bebê está previsto para meados de agosto, em uma maternidade de referência da região, e a expectativa é de que ele nasça no Dia dos Pais. Durante a visita ao hospital, o papai e a mamãe de primeira viagem receberam o kit com enxoval do Programa Cegonha Carioca.

O fotógrafo diz que a paternidade exige muita responsabilidade do indivíduo e avalia que, infelizmente, muitos homens se abdicam desta. O pai de Eliseu acredita que crianças criadas em lares saudáveis crescem mais seguras, principalmente se tiverem um pai presente na criação. “Crianças com um pai presente têm autoestima e confiança e conseguem lidar melhor com as frustrações. A presença do pai gera uma base, um porto seguro. Acredito que, se cada casal cumprir o seu papel dentro desta união, a criança será a maior beneficiada”, opina.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.