Rio

Capitão ligado à morte de Claudia, arrastada por viatura, investiga homicídios em operações

Rodrigo Medeiros Boaventura foi nomeado, pela corporação, como encarregado de diversos Inquéritos Policiais Militares

Por Monique Guimarães

Foto: Divulgação

O capitão Rodrigo Medeiros Boaventura, que foi ligado à morte de Claudia Silva Ferreira, arrastada por uma viatura da PM por 350 metros na Zona Norte do Rio, esclarece na Justiça apenas as mortes ocorridas durante a operação policial que antecedeu àquele fato. A informação foi divulgada pela Secretaria de Estado de Polícia Militar.

Ainda segundo a secretaria, não há qualquer condenação transitada em julgado contra o oficial, razão pela qual, baseado no princípio da presunção da inocência previsto na Constituição do país, está apto a exercer funções na área correcional.

O oficial está lotado no 41º BPM (Irajá) e desempenha funções na área correcional. Ao longo dos últimos meses, Boaventura foi nomeado, pela corporação, como encarregado de diversos Inquéritos Policiais Militares (IPMs) que apuram homicídios cometidos por policiais na região.

Além disso, o capitão integra uma lista de oficiais encaminhada pela corporação à Auditoria Militar do Tribunal de Justiça do Rio para fazer parte do Conselho Especial de Justiça — órgão formado por quatro juízes militares e o juiz titular da Auditoria Militar, responsável por julgar militares estaduais.

 

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
11 de Agosto de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Radar Tupi
« Programa Anterior
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »